Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Música

Edição impressa de 13/03/2019. Alterada em 13/03 às 01h00min

Orquestra Sinfônica de Porto Alegre lança programação de 2019

Yang Liu (detalhe) participa de concerto da Ospa no próximo sábado

Yang Liu (detalhe) participa de concerto da Ospa no próximo sábado


MAÍ YANDARA/DIVULGAÇÃO/JC
O ano de 2019 começa com muitas novidades na programação da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa). A agenda abre no próximo sábado, às 17h, na Casa da Música. Sob a regência de seu diretor artístico, maestro Evandro Matté, os músicos interpretarão obras de Tchaikovsky, Stravinksy e Krieger. O violinista chinês Yang Liu é o solista convidado.
O repertório do concerto apresenta uma seleção diversificada de compositores: peças de Edino Krieger (1928-), Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840-1893) e Ígor Stravinsky (1882-1971) compõem o programa. O maestro Matté comenta a apresentação: "A abertura da temporada, com a Ospa pelo segundo ano em sua casa própria, trará obras extremamente importantes da tradição da música de concerto e um solista brilhante. Yang Liu é um dos grandes nomes do violino e é impactante presenciar a qualidade de execução dele".
A apresentação começa com a Abertura brasileira, de Edino Krieger. Repleta de elementos da música nordestina, a obra foi composta em 1955, em Londres, e presta uma homenagem a Luiz Gonzaga. Na sequência, Yang Liu, vencedor do 12º Concurso Internacional Tchaikovsky, sediado em Moscou, subirá ao palco para interpretar o Concerto em Ré Maior para Violino, Op. 35, do mesmo compositor.
A peça, escrita em apenas um mês, é considerada até hoje um dos concertos mais difíceis compostos para o instrumento. "É uma obra extremamente bonita, com belos temas e passagens bastante virtuosísticas. Um dos Standards do repertório para violino, a peça demanda um trabalho desafiador para o solista e para a orquestra", comenta Matté.
Por fim, a Ospa revisita O pássaro de fogo, obra que tornou o compositor russo Ígor Stravinsky (1882-1971) instantaneamente consagrado no início do século XX. Escrito originalmente como um balé, estreou em 1910 na Ópera de Paris com um elenco de destacados bailarinos da época. Devido ao sucesso, foi posteriormente transformado em suíte orquestral.
A peça é fortemente influenciada pelas obras de Rimsky-Korsakov e apresenta elementos imaginativos, ritmos complexos e efeitos musicais surpreendentes. "Stravinsky é um compositor que muito influenciou o que veio após dele. De difícil execução, esta obra exige da orquestra um controle rítmico absoluto. Além da importância da obra e do compositor, esta peça está no programa pelo desafio que a sua interpretação representa para a sinfônica", conclui Matté.
Os ingressos custam entre R$ 30,00 e R$ 80,00. A venda antecipada ocorre pelo site da Uhuu (https://bit.ly/concertodeaberturadaospa). No dia do evento, a bilheteria da Casa da Ospa estará funcionando das 14h às 17h, conforme a disponibilidade.
Outra novidade: a programação revisitará a obra mais popular de Christoph Willibald Gluck, compositor alemão que foi um dos principais responsáveis pela renovação da linguagem das óperas sérias. Orfeu e Eurídice ganhará uma superprodução da Ospa no palco do Theatro São Pedro em agosto.
A ópera, estreada em 1762, narra a viagem de Orfeu, personagem da mitologia grega com o dom da música, ao reino da morte em busca de sua amada Eurídice. Orfeu usa de sua lira para emocionar os guardiões do inferno e chegar até Eurídice para trazê-la de volta ao mundo dos vivos. A regência também será do maestro Evandro Matté.
"Será uma temporada em que teremos renomados maestros e solistas, repertórios diversos para atender a todos os períodos artísticos e, também, a finalização da Sala de Concertos da Casa da Ospa, que se coloca como uma prioridade neste momento", finaliza Matté. Informações sobre a programação completa estão no site ospa.org.br.

Abertura de temporada - Ospa

16 de março
17h - concerto na Casa da Música (Borges de Medeiros, 1501).
Regência: Evandro Matté
Violinista convidado: Yang Liu
Ingressos entre R$ 30,00 e R$ 80,00
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia