Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 11 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Teatro

Edição impressa de 11/01/2019. Alterada em 11/01 às 01h00min

Adaptação de 'O Patinho Feio' aborda temas atuais no Porto Verão Alegre

A Caravana da Fantasia conta O Patinho Feio é atração do Porto Verão Alegre

A Caravana da Fantasia conta O Patinho Feio é atração do Porto Verão Alegre


CIA DA ARTE TRIADE/DIVULGAÇÃO/JC
Dentro da programação infantil do festival Porto Verão Alegre, A caravana da fantasia conta o Patinho Feio, com direção de Reissoli Moreira, tem encenação nesta sexta-feira, às 18h, no Teatro do Sesc Centro (Alberto Bins, 665). Na hora, os ingressos custam R$ 40,00 (tendo meia-entrada para estudante e idoso). Os antecipados custam R$ 32,00 nas lojas Claro do Praia de Belas e do Bourbon Wallig; na Mezanino Produções, no Casarão Verde do DC Shopping (Frederico Mentz, 1.561) e na chapelaria do Theatro São Pedro. A venda on-line é pelo site www.portoveraoalegre.com.br (com taxa de 20%).
A Caravana da Fantasia representa uma trupe de artistas mambembe, que saem pelo mundo contando histórias para crianças. Neste caso, o texto do Patinho Feio aborda temas atuais como Bullying, preconceito e discriminação com nuances social. No conto de Hans Christian Andersen, o protagonista sofre discriminação em casa, renegado pela suposta mãe, que o abandona à própria sorte por ser diferente de seus irmãos.
Na trama adaptada por Ronald Radde, o filhote tem uma mãe cuidadosa e preocupada com os constantes ataques que o filho sofre dos outros animais, de quem recebe a alcunha de Patinho Feio. Para evitar o sofrimento da mãe, que o defende com muita garra, ele foge da fazenda onde vive; enfrentando os perigos da floresta em busca de amizades. Depois de tanto perambular, já crescido, tem uma bela surpresa, ao se deparar com sua imagem refletida no lago, onde vê que se transformou num belo cisne negro - que, por ser uma espécie rara, é considerado o príncipe dos cisnes. Tudo é narrado por um pescador que afirma ter vivenciado a saga do Patinho Feio na fazenda em que morava. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia