Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 04 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

audiovisual

Edição impressa de 04/01/2019. Alterada em 04/01 às 01h00min

Começo de temporada

Filme Vice, com Christian Bale e Amy Adams irreconhecíveis, concorre ao Globo de Ouro no domingo

Filme Vice, com Christian Bale e Amy Adams irreconhecíveis, concorre ao Globo de Ouro no domingo


IMAGEM FILMES/DIVULGAÇÃO/JC
Primeiro dos grandes eventos anuais de premiação de cinema e televisão, o Globo de Ouro chega a sua 76ª edição neste domingo. Com o longa-metragem Vice, ainda inédito no Brasil, na liderança no número de indicações - seis, incluindo disputa pela categoria de melhor filme de comédia ou musical -, a atividade tem transmissão ao vivo pelo canal TNT, a partir das 23h.
Previsto para estrear no Brasil no dia 31 deste mês, Vice marca o retorno da parceria entre o ator Christian Bale e o diretor Adam McKay. Os dois trabalharam juntos em A grande aposta (2015), vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado, e agora se dedicam à figura do ex-vice-presidente americano Dick Cheney. O longa também concorre aos títulos de melhor direção, roteiro, ator (Bale), atriz coadjuvante (Amy Adams) e ator coadjuvante (Sam Rockwell).
O título disputa a consagração como melhor comédia ou musical com outros dois inéditos que o público deve ficar de olho - e essa dupla possui origens bem distintas. A favorita é o novo projeto do diretor grego Yórgos Lánthimos, que vem fazendo carreira em festivais como os de Cannes e Veneza. O longa apresenta intrigas e affaires em torno de uma rainha inglesa, com Emma Stone, Olivia Colman e Rachel Weisz, trio cotado para toda a temporada de prêmios. Já Green Book: o guia tem direção de Peter Farrelly, de comédias como Débi & Lóide (1994). Desta vez, a temática é séria - e rendeu ao cineasta o principal prêmio do Festival de Toronto. Viggo Mortensen interpreta um segurança que, nos anos 1960, leva um pianista negro em uma viagem ao Sul dos Estados Unidos, onde os estabelecimentos que aceitavam negros eram listados em um livro. A previsão é que os dois títulos entrem no circuito comercial em 24 de janeiro. Concorrem ao mesmo prêmio Podres de rico (já exibido por aqui) e O retorno de Mary Poppins (em cartaz).
Uma série de longas que passaram pelas salas brasileiras nos últimos meses também concorre a prêmios. Nasce uma estrela, por exemplo, está no páreo para cinco destaques. O filme, que tem os indicados Lady Gaga e Bradley Cooper no papel de um casal de músicos, é candidato à láurea de melhor drama e também à melhor canção original. Também na corrida pelo troféu de melhor drama estão Infiltrado na Klan e os sucessos de bilheteria Pantera Negra e Bohemian Rhapsody, além do inédito Se a rua Beale falasse, novo drama de Barry Jankins (oscarizado com Moonlight), com estreia também prevista para o fim do mês.
Já nas categorias dedicadas à televisão, o líder em indicações é American Crime Story: O assassinato de Gianni Versace. A produção foi lembrada quatro vezes, incluindo melhor série limitada ou filme para TV. Além da variedade de produções que concorrem - como o drama de espionagem The Americans, em sua última temporada, e a comédia dramática The Marvelous Mrs. Maisel, já vencedora no ano passado - chama a atenção a quantidade de artistas que fizeram suas trajetórias no cinema e estão com trabalhos na televisão. A lista inclui nomes como Penelope Cruz (O assassinato de Gianni Versace); Antonio Banderas (Genius: Picasso); Daniel Bruhl (O alienista); Amy Adams (Sharp Objects); Laura Dern (The Tale); Alan Arkin e Michael Douglas (O método Kominsky); e Julia Roberts (Homecoming).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia