Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 17 de setembro de 2018.
Dia do Transportador Rodoviário de Carga.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Edição impressa de 17/09/2018. Alterada em 17/09 às 01h00min

Orquestra de Câmara da Ulbra se apresenta em Santa Maria

Espetáculo proporciona contato com a música barroca, clássica, romântica, do século XX e brasileira

Espetáculo proporciona contato com a música barroca, clássica, romântica, do século XX e brasileira


RICARDO ARA/DIVULGAÇÃO/JC
O contato com a música barroca, clássica, romântica, do século XX e brasileira é o que o maestro Tiago Flores e a Orquestra de Câmara da Ulbra apresentam nesta segunda-feira (17), às 19h30min, no Auditório da Ulbra - Campus Santa Maria (BR-287, Km 252). O espetáculo conta com entrada gratuita.
O regente abre a apresentação com Concerto Ripieno em Dó Maior - RV 114, do italiano Antonio Vivaldi, sucedida pela abertura da ópera La Clemenza de Tito, de Wolfgang Amadeus Mozart. O compositor austríaco também é lembrado com a obra Divertimento em Fá Maior.
O repertório segue com Serenade, do também austríaco Franz Schubert. Pizzicato Polca, de Johann Strauss, dá sequência ao espetáculo. Para marcar a chegada ao século passado, a Orquestra executa Capriol Suite, de Peter Warlock, além de Hoe Down (from Rodeo), do norte-americano Aaron Copland. O encerramento do concerto acontece com a canção Xote das Meninas, do rei do baião Luiz Gonzaga.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia