Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de agosto de 2018.
Dia do Folclore.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Festival de Gramado

Edição impressa de 22/08/2018. Alterada em 21/08 às 21h12min

Diretor da Ancine defende mudanças nos critérios de seleção do Edital de Produção para Cinema

Christian de Castro concedeu coletiva para defender mudanças nos critérios de seleção

Christian de Castro concedeu coletiva para defender mudanças nos critérios de seleção


FÁBIO WINTER /PRESSPHOTO/JC
Caroline da Silva, de Gramado
Presente no 46º Festival de Cinema de Gramado, na serra gaúcha, para fazer uma palestra no Gramado Film Market, o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Christian de Castro, aproveitou a ocasião para convocar a imprensa para uma coletiva na tarde desta terça-feira (21). O objetivo era esclarecer os critérios de seleção do edital de produção para cinema, tema de muitas críticas por parte da classe do audiovisual e manifestações abertas na programação do evento. No entanto, a grande maioria da lotada Sala de Debates do Hotel Serra Azul era de realizadores, que discordavam do novo modelo das políticas públicas que disponibiliza recursos financeiros no valor total de R$ 150 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual.
Para selecionar os projetos de longas-metragens, as mudanças incluem um ranqueamento dos proponentes, estabelecendo notas a produtoras, distribuidoras e diretores - contemplando desempenhos de bilheterias e excluindo da avaliação curtas-metragens anteriores. Esses dois últimos pontos são os de maior controvérsia entre os representantes do setor (a exemplo da diretora carioca Marina Meliande, que apresentou Mormaço na competitiva de longas brasileiros no festival). Castro explicou que esse fator não se aplica a todas as modalidades, detalhou os métodos de todas elas e defendeu que os objetivos são a agilidade e transparência na execução, lembrando ainda que o desempenho artístico (como presença em festivais) também é englobado. "Os pontos na nota comercial não determinam, mas influenciam decisivamente."
O dia em Gramado também foi marcado pela retirada, da competição, do filme O banquete, dirigido por Daniela Thomaz. O motivo foi a morte do editor da Folha de S. Paulo, Otávio Frias Filho. O roteiro inspira-se em eventos recentes da história do País. Entre eles, uma carta aberta publicada por Frias na década de 1990.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia