Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Acontece

Edição impressa de 01/08/2018. Alterada em 01/08 às 01h00min

Chico Saratt é o convidado do Sarau do Solar

Chico Saratt é atração 
do Sarau do Solar de hoje

Chico Saratt é atração do Sarau do Solar de hoje


/EDUARDO ROCHA/DIVULGAÇÃO/JC
O convidado de hoje do Sarau do Solar é o músico Chico Saratt. O cantor, compositor, instrumentista e produtor cultural se apresenta a partir das 18h30min, na Sala José Lewgoy do Solar dos Câmara da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (Duque de Caxias, 968), com entrada franca. 
Natural de São Borja e radicado em Porto Alegre desde 1984, começou sua carreira ao lado de Mário Barbará nos festivais estudantis e nativistas do Estado, tendo conquistado muitos deles. Mudou-se para Madri em 1989 e, nos dois anos seguintes, permaneceu na Europa difundindo a música regional e brasileira. Com mais de 150 músicas gravadas, Saratt também lançou um LP, quatro CDs e participou de coletâneas e discos de inúmeros festivais. 
Em novembro de 2007 foi condecorado pela Câmara municipal de Porto Alegre com o prêmio Lupicínio Rodrigues de Música e, em 2008, excursionou pelo País na turnê do grupo Os Angueras, Festival da Barranca - um comício de espíritos, ao lado de Yamandú Costa e Renato Borghetti. No ano passado, lançou o DVD/CD Desgarrados, com Mário Barbará, que teve cinco indicações ao prêmio Açorianos de Música. Em 2017, ainda venceu o prêmio de melhor cantor pelo prêmio Vitor Matheus Teixeira da Assembleia Legislativa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia