Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de agosto de 2020.
Dia dos Padres.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 04 de agosto de 2020.
Notícia da edição impressa de 04/08/2020.
Alterada em 04/08 às 03h00min

Reeleição no Senado

 "Não se pode mudar as regras do jogo em pleno jogo", disse Lasier Martins

"Não se pode mudar as regras do jogo em pleno jogo", disse Lasier Martins


/MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO/JC
O senador gaúcho Lasier Martins (Pode), volta a criticar o que chama de "movimentos notórios" de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para ser reeleito presidente do Senado. "Não se pode mudar as regras do jogo em pleno jogo", disse ele, durante debate com o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), defensor da recondução do presidente do Senado em 2021.
O senador gaúcho Lasier Martins (Pode), volta a criticar o que chama de "movimentos notórios" de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para ser reeleito presidente do Senado. "Não se pode mudar as regras do jogo em pleno jogo", disse ele, durante debate com o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), defensor da recondução do presidente do Senado em 2021.

Más práticas políticas

Na opinião do senador gaúcho, "são atitudes como essa que levam à grande desaprovação dos políticos pela população". Segundo Lasier, "o povo não suporta mais as velhas e más práticas políticas". Lasier Martins fez campanha para Alcolumbre na eleição passada para a Mesa Diretora do Senado, em janeiro de 2019. Apostava nas mudanças impulsionadas pela elevada taxa de renovação das cadeiras de Senado (85%). Segundo o senador, lamentavelmente, isso não ocorreu.

Promessas não cumpridas

Entre as promessas não cumpridas, Lasier Martins cita a adoção do voto aberto em todas as votações, a avaliação dos pedidos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a apreciação do projeto de prisão em segunda instância. Lasier também criticou a postura "absolutista" e "discricionária" de Alcolumbre ao longo da gestão, com domínio total da pauta, o que sugere necessidade de mudança no regimento do Senado para "acabar com esse poder demasiado".

Sem reuniões da mesa

"Não houve sequer uma reunião da Mesa Diretora no ano passado. Um absurdo, se considerarmos que o Senado é um colegiado", criticou Lasier. O senador gaúcho observou ainda que a reeleição apenas após o fim de uma legislatura se justifica, porque a casa está sendo renovada com eleição de novos membros. Para ele, a reeleição no meio da legislatura conspiraria com a "oxigenação" do plenário, considerando a nova composição dos atuais senadores. "É o fim de um ciclo", acentuou.

Tucanas nas redes

Que as eleições de 2020 serão diferentes, todos já sabem. Eleitores online, palanques virtuais e comunicação digital cada vez mais farão parte do processo. As novas dinâmicas de interação também estão ajudando na qualificação dos candidatos. O PSDB-Mulher, lançou, sexta-feira, a primeira fase de cursos em EAD (Educação a Distância) para capacitar as pré-candidatas. Serão aulas para milhares de tucanas que disputarão prefeituras e vagas nas câmaras municipais.

Instrumento de transformação

Entre os temas abordados estão o financiamento de campanha, estratégia, redes sociais e prestação de contas. "A Era da Informação já é uma realidade. Buscamos experiências bem-sucedidas de políticas públicas, tornando as novas tecnologias um instrumento de transformação", pontua a presidente do PSDB-Mulher, Yeda Crusius.

Mulheres no comando

Sobre a importância da participação feminina, a ex-governadora relembra que alguns dos países com melhor desempenho no combate à Covid-19 - como Alemanha, Noruega e Nova Zelândia - são comandados por mulheres. "A pandemia evidencia como um olhar de cuidado e de zelo com a vida faz a diferença", conclui.
%MCEPASTEBIN%
Comentários CORRIGIR TEXTO
Edgar Lisboa
Edgar Lisboa
Notícias da capital federal e informações sobre projetos do Congresso Nacional e medidas do Palácio do Planalto, especialmente com interesse do Rio Grande do Sul estão na coluna Repórter Brasília. O jornalista Edgar Lisboa traz um resumo diário do que de mais importante acontece na tramitação do Legislativo e na movimentação da bancada federal gaúcha.