Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Dia do Amigo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 15/05/2020.
Alterada em 15/05 às 03h00min

Recuo nos investimentos

Giovani Feltes, foto Cleia Viana, Câmara dos Deputados

Giovani Feltes, foto Cleia Viana, Câmara dos Deputados


/CLEIA VIANA/CÂMARA DOS DEPUTADOS/JC
O deputado federal gaúcho Giovani Feltes (MDB, foto) afirmou que, "com esse negócio de o presidente Jair Bolsonaro meter a cara onde tiver microfone, falar demais, achando que precisa dizer coisas para manter o pessoal da bolha alimentado, prejudica, e está havendo um recuo nas possibilidades de investimentos no País". Segundo o parlamentar, ex-secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, "o Paulo Guedes dizia que há milhões de clientes querendo investir. E um dos lugares mais propícios para que eles pudessem olhar e investir é o Brasil". O congressista argumenta que "isso, agora, não mais está acontecendo".
O deputado federal gaúcho Giovani Feltes (MDB, foto) afirmou que, "com esse negócio de o presidente Jair Bolsonaro meter a cara onde tiver microfone, falar demais, achando que precisa dizer coisas para manter o pessoal da bolha alimentado, prejudica, e está havendo um recuo nas possibilidades de investimentos no País". Segundo o parlamentar, ex-secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, "o Paulo Guedes dizia que há milhões de clientes querendo investir. E um dos lugares mais propícios para que eles pudessem olhar e investir é o Brasil". O congressista argumenta que "isso, agora, não mais está acontecendo".

Proteção do cidadão

Giovani Feltes lembra que o presidente da República vai a uma padaria e não cumpre o decreto de proteção do cidadão contra o coronavírus. "Ele vai lá, fica lá, toma café, come um lanche. No outro fim de semana, pega o helicóptero e vai para um posto de gasolina onde tem um monte de caminhoneiros, sem proteção, em meio à crise, e anda de lá para cá, de um lado para o outro."

O falado churrasco

Depois, ele anuncia que "vai fazer um churrasco para 30, ampliou o churrasco para mil, para 3 mil". Disse, ainda: "A gente vem aqui amanhã, boto todo mundo para dentro e vamos fazer um baita de um churrasco, e vai ser uma folia". Depois, falou em fake. "Desiste do churrasco e vai andar de jet-ski, se lembrou do (ex-presidente Fernando) Collor, de certo, e vai andar de jet-ski lá no lago Paranoá. O problema é o exemplo que vem sendo dado."

Desemprego e empresas

Enquanto isso, assinala o deputado, "temos o efeito brutal, que é o efeito econômico do desemprego, do CNPJ, eventualmente tendo que fechar. Todos os países estão sendo testados". O deputado argumenta que "é um negócio invisível, não adianta fazer a linha agora de 'revolvinho', que nem na campanha. Não adianta matar o bichinho, nós nem enxergamos o bichinho. Em compensação, os reflexos, no ponto de vista econômico, são desastrosos".

Mais complicações

Para complicar ainda mais, avalia Feltes, "o presidente editou esse decreto dos cabeleireiros, dos barbeiros e de academias de ginástica. Ninguém está dando bola para ele. E ele mesmo não está dando bola para os ministros dele". O congressista afirmou que "nem o ministro da Saúde, na hora da coletiva que estava falando dos problemas, sabia. É uma coisa de doido, isso não tem como dar certo".

Oportunidade de liderança

"Não tenho a menor dúvida de que, com essa instabilidade que começou em março, essa crise que o Brasil está criando de todo jeito prejudica a economia", lamenta o deputado. Segundo Giovani Feltes, "perdemos uma grande oportunidade com esse problema que é sério no mundo inteiro; uma grande oportunidade de consolidar uma liderança".
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Edgar Lisboa
Edgar Lisboa
Notícias da capital federal e informações sobre projetos do Congresso Nacional e medidas do Palácio do Planalto, especialmente com interesse do Rio Grande do Sul estão na coluna Repórter Brasília. O jornalista Edgar Lisboa traz um resumo diário do que de mais importante acontece na tramitação do Legislativo e na movimentação da bancada federal gaúcha.