Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 27/08/2019.
Alterada em 26/08 às 21h28min

Expectativa do campo

O deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP) afirma que com os novos tempos no Brasil, a lista de problemas a serem resolvidos é extensa: reformas da Previdência, tributária, administrativa, novo pacto federativo, Lei da Liberdade Econômica. Na avaliação do parlamentar, "oito meses é pouco para mudar um ciclo político e econômico que levou o Brasil quase à ruína, mas há necessidade de providências urgentes antes que se chegue ao caos".
O deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP) afirma que com os novos tempos no Brasil, a lista de problemas a serem resolvidos é extensa: reformas da Previdência, tributária, administrativa, novo pacto federativo, Lei da Liberdade Econômica. Na avaliação do parlamentar, "oito meses é pouco para mudar um ciclo político e econômico que levou o Brasil quase à ruína, mas há necessidade de providências urgentes antes que se chegue ao caos".
Angústia e incertezas
Na avaliação do congressista, "é preciso acelerar a gestão administrativa no enfrentamento de problemas pontuais que ficaram pendentes de solução desde a gestão passada". Segundo Goergen, "o compasso de espera produz angústia e incertezas. A ansiedade só aumenta em relação a dois temas que exigem respostas urgentes: o Funrural e o endividamento agrícola".
Cobrança do Funrural
Jerônimo Goergen  lembra que ainda na campanha, "o então candidato Jair Bolsonaro (PSL) prometeu acabar com a cobrança retroativa no período em que o Funrural foi considerado inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF)". O deputado cobra que Projeto de Lei 9252/2017, de sua autoria, faz a remissão desse passivo e está pronto para ser votado na Câmara dos Deputados. Argumenta que, "com vontade política e técnica legislativa, podemos avançar". O deputado enfatiza que "a opinião pública precisa entender que as palavras, perdão ou anistia, não cabem nessa discussão do Funrural. É cobrança indevida que precisa ser extinta no intervalo de sete anos em que o próprio STF disse que o desconto era proibido". Para o deputado, "de 2017 para cá, a cobrança do Funrural está pacificada. O desconto está regulamentado e vem sendo feito sem problemas".
Em tempos de Expointer
Em tempos de Expointer, o parlamentar progressista afirma que "o setor produtivo aguarda pelo anúncio de medidas emergenciais para o enfrentamento das dívidas agrícolas, que atingem um grande contingente de homens e mulheres do campo". Muitos produtores estão ingressando na Justiça para utilizar os recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "Fala-se que seria possível destravar cerca de R$ 20 bilhões para atender os setores mais problemáticos, entre eles o arroz", frisa o congressista, complementando: "Aliás, o setor rizícola é o que exige medidas ainda mais diferenciadas. Neste caso, somente com uma intervenção forte do Estado poderemos evitar a paralisação da atividade".
Paciência esgotando
É mais uma medida que requer urgência, assinala Goergen. "E confiamos na sensibilidade do presidente da República com um setor que ele passou a conhecer com profundidade. Não há melhor palco do que a Expointer para que o governo possa fazer os anúncios tão aguardados pelo campo. O tempo está se esgotando e a paciência também", assinala Jerônimo Goergen.
Tucanos voando em Brasília
Os tucanos que pavimentam, com muito planejamento, o caminho para se aproximar da rampa do Palácio do Planalto, não perdem tempo. O governador João Doria (PSDB) já voa nas proximidades do Ministério da Justiça, observando o ambiente para puxar Sérgio Moro, que vem enfrentando alguns problemas com o fogo amigo do Palácio do Planalto, para que o ex-juiz possa integrar o time paulista. Em Brasília, João Dória já está ocupando um prédio com muito espaço, onde seu QG de campanha passará a funcionar próximo do poder.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Edgar Lisboa
Edgar Lisboa
Notícias da capital federal e informações sobre projetos do Congresso Nacional e medidas do Palácio do Planalto, especialmente com interesse do Rio Grande do Sul estão na coluna Repórter Brasília. O jornalista Edgar Lisboa traz um resumo diário do que de mais importante acontece na tramitação do Legislativo e na movimentação da bancada federal gaúcha.