Porto Alegre, quarta-feira, 14 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 14 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 00h13min, 14/10/2020. Atualizada em 00h37min, 14/10/2020.

Nelson Marchezan Júnior: OP realista com demandas viáveis

Para entender o que esperar para o futuro do OP em Porto Alegre, a coluna perguntou a candidatos e candidatas se pretendem manter o Orçamento Participativo nas suas gestões.
Para entender o que esperar para o futuro do OP em Porto Alegre, a coluna perguntou a candidatos e candidatas se pretendem manter o Orçamento Participativo nas suas gestões.
Nelson Marchezan (PSDB) cita o OP no programa de governo e apresenta proposta
O atual prefeito e candidato à reeleição defende as mudanças que implementou no OP - cancelamento das assembleias nos dois primeiros anos de governo e repriorização do passivo de demandas - como processo de “realismo e transparência”. A revisão de demandas eliminou da fila as que eram inviáveis tecnicamente, segundo Marchezan. “O OP tinha que ser realista. Empilhar demandas sem viabilidade técnica e sem que priorize (o que será atendido) é ilusão”. Aponta como caminho para a manutenção do OP ampliar a participação digital, mantendo o formato presencial.
Comentários CORRIGIR TEXTO