Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de outubro de 2020.
Dia do Professor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 15 de outubro de 2020.
Notícia da edição impressa de 15/10/2020.
Alterada em 15/10 às 03h00min

Pensar a cidade

Em relação ao texto "Candidatos à prefeitura de Porto Alegre falam em retomar o Orçamento Participativo" (coluna Pensar a cidade, Jornal do Comércio, edição de 14/10/2020), como pode as falas dos candidatos serem tão superficiais sobre uma ferramenta que sempre serviu de exemplo para outros países. Melhor seria que falassem com quem vive o processo, as comunidades com seus delegados (as) e conselheiros (as), que são eleitos anualmente nas plenárias regionais e temáticas. (Laura Elisa Machado, Porto Alegre)
Em relação ao texto "Candidatos à prefeitura de Porto Alegre falam em retomar o Orçamento Participativo" (coluna Pensar a cidade, Jornal do Comércio, edição de 14/10/2020), como pode as falas dos candidatos serem tão superficiais sobre uma ferramenta que sempre serviu de exemplo para outros países. Melhor seria que falassem com quem vive o processo, as comunidades com seus delegados (as) e conselheiros (as), que são eleitos anualmente nas plenárias regionais e temáticas. (Laura Elisa Machado, Porto Alegre)
Normalidade
Mesmo com medo de pegar o maldito coronavírus, é muito bom se ver a volta da normalidade nas ruas de Porto Alegre. Usando máscaras a maioria, vi muitas pessoas circulando pelas ruas e avenidas da cidade, com mulheres levando seus cachorros de estimação para passeios. Isso é muito bom. Meus Deus, como a gente pôde ficar mais de sete meses trancafiado dentro de um apartamento ou casa? É um estresse brutal. Feliz volta ao normal! (Júlio Paranhos, Porto Alegre)
Supremo
Do alto de sua prepotência, um ministro da Suprema Corte mandou soltar o maior criminoso do narcotráfico, o tal PCC. Na exposição de motivos do Código de Processo Civil atual consta que: "A segurança jurídica fica comprometida com a brusca e integral alternação do entendimento dos tribunais sobre questões de direito". Portanto, no Brasil não há a mínima segurança, tudo vai de mal a pior. Ao juiz não cabe alegar lacuna na legislação. Cabe-lhe recorrer à analogia. Na esfarrapada verborragia com pura tergiversação, esse ministro tenta demonstrar que conhece as leis, artigos por artigos, parágrafos, alíneas... Ora, isso é o que os rábulas mais sabem dessa decoreba, neste País de furor legiferante. Esse ministro disse que não sabia que o paciente era patrocinado por um de seus ex-assessores... Citou conhecimentos de leis, mas esqueceu da analogia e do bom senso. (Edgar Granata, advogado)
Supremo II
Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal, o desembargador Kassio Marques está sendo bombardeado de tudo o que é jeito. Por qual motivo? Ele é desembargador e foi nomeado bem antes, em outro governo. Não entendo mais nada! (Paula Renata Manta, Porto Alegre)
Neymar
Muitos já diziam que o Neymar estava acabado para o futebol, só sabia cair, não fazia mais nada, perto dos 30 anos. E agora, com os três gols que ele fez contra o Peru? Calou a boca dos seus detratores e continuará ajudando a Seleção Canarinho chegar à Copa do Mundo. Espero ver uma vitória, para que a nossa camisa coloque a sexta estrela. Que assim seja. (Celso Vieira de Castro, Eldorado do Sul/RS)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.