Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 16/07/2020.
Alterada em 15/07 às 21h13min

Porto de Rio Grande

É muito bom saber eu em meio a tantos problemas econômicos que o Rio Grande do Sul está vivendo, o único porto marítimo do Estado, o de Rio Grande, teve alta na movimentação de carga (Jornal do Comércio, página 5, edição de 14/07/2020). Não se deve só publicar as más notícias da Covid-19, mas também o que está dando certo, como fez o JC. (Luiz Carlos dos Santos Criss, Rio Grande/RS)
É muito bom saber eu em meio a tantos problemas econômicos que o Rio Grande do Sul está vivendo, o único porto marítimo do Estado, o de Rio Grande, teve alta na movimentação de carga (Jornal do Comércio, página 5, edição de 14/07/2020). Não se deve só publicar as más notícias da Covid-19, mas também o que está dando certo, como fez o JC. (Luiz Carlos dos Santos Criss, Rio Grande/RS)
Aumento do IPVA
Em relação à matéria "Leite vai propor aumento do IPVA e imposto sobre herança na reforma tributária" (Jornal do Comércio, edição de 15/07/2020), diferentemente da Taxa Rodoviária Única, onde o valor arrecadado ia para o investimento e criação de rodovias, o IPVA não possui relação com a prestação de serviços, no entanto, é utilizado para despesas na administração pública. Em outras palavras, para ser mais específico, ele é arrecadado como forma de impostos. (José Alquati)
Aumento do IPVA II
IPVA é um imposto deveras injusto, pois o que danifica as estradas é o peso do veículo, e não o ano ou valor do veículo ("Leite vai propor aumento do IPVA e imposto sobre herança na reforma tributária", JC, 15/07/2020). O que acontecerá? Mais veículos sendo emplacados em Santa Catarina, e o Estado estará perdendo mais arrecadação. (Ricardo Oliveira Rosa)
Presidente
Impressionante para alguém que votou em Jair Bolsonaro para presidente ver como ele mesmo deixa frases e atitudes suas prontas para serem criticadas. Não aprende a ficar quieto ou a ter palavras mais contemporizadoras. Só grita, fala, critica e aí espera o quê? Se ele ficar quieto por um bom tempo, pelo menos durante a pandemia, com certeza que as críticas vão diminuir. (Norma Ritzel) 
Militares e Covid
É importante que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, não olvide o transporte de 17.554 toneladas de pessoal e equipamentos médicos via terrestre, 471 toneladas de pessoal e equipamentos médicos via transporte aéreo, voadas 1.334 horas, o equivalente a 14,5 voltas ao mundo, isto sem falar na realização permanente de atividades subsidiárias para cooperar com o desenvolvimento nacional e defesa civil, trabalho dos militares. Não subestime que, este ano, em face à pandemia causada pelo novo coronavírus, as pastas da Defesa e da Saúde, em ação conjunta, intensificaram a assistência sanitária prestada a indígenas em diversas localidades carentes e isoladas. (Nelson Mendes Barbosa)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.