Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 15/07/2020.
Alterada em 14/07 às 21h19min

Meio digital

Muitos, milhões, já tinham na internet, no meio digital, a comunicação importante com a família, amigos e mesmo serviços. Pois agora, com a pandemia, tudo indica que a mudança para o meio digital será irreversível, para outros milhões (Jornal do Comércio, página 8, edição de 09/07/2020). É a reviravolta que estamos assistindo e que ficará, penso eu. (Paulo de Tarso Otaviano de Moraes)
Muitos, milhões, já tinham na internet, no meio digital, a comunicação importante com a família, amigos e mesmo serviços. Pois agora, com a pandemia, tudo indica que a mudança para o meio digital será irreversível, para outros milhões (Jornal do Comércio, página 8, edição de 09/07/2020). É a reviravolta que estamos assistindo e que ficará, penso eu. (Paulo de Tarso Otaviano de Moraes)
Brás Cubas
É muito bom saber que o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas (de Machado de Assis) teve uma nova versão traduzida nos Estados Unidos e o livro se esgotou em 24 horas. Prova de que a literatura brasileira teve ótimos escritores mesmo que bem antigos, mas, com obras, pelo visto, imortais. (Janise Korbi, Porto Alegre)
Manifestações
O presidente Jair Bolsonaro deve se cuidar muito, está com coronavírus, ficando em isolamento no Palácio da Alvorada. Não ficar dando notas em redes sociais que só servem para alimentar seus opositores. Basta de dar opinião sobre tudo e todos neste Brasil envolto pelo coronavírus e com milhares de mortos. E chamar os manifestantes que são contra ele de terroristas é uma demasia, mais uma, dele. Desta maneira, ele está perdendo muito do apoio que tinha. Deveria pensar antes de fazer declarações absurdas. (Ruy Allencastro, Porto Alegre)
Depressão
Muitos afirmam que, neste isolamento social, estão ficando depressivos. Não é para menos, pois na mídia televisiva só se vê caixões, mortes e más notícias. Um exagero, mesmo que sejam notícia. Mas, não precisava repetir sempre, da manhã à noite, em todos os jornais, e sempre encontrando culpados. Quem é culpado por um vírus ser tão mortal? (Adalberto Oliveira, Porto Alegre)
Discrepâncias
Enquanto a Justiça tem mandado soltar milhares de criminosos no País, em decorrência da pandemia do coronavírus, tem prefeito e governador que manda prender quem descumpre a proibição até de nadar. Mas tem local com mais ar puro e afastamento do que dentro do mar ou à beira de um rio? Exageros contraditórios, discrepâncias para se safar da culpa pela ineficiência de suas políticas de isolamento social? (Telmo Vidarte, Porto Alegre)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.