Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Notícia da edição impressa de 22/05/2020.
Alterada em 22/05 às 03h00min
CORRIGIR

Novo ritmo de vida 

Parabéns pela reportagem com o Wander Wildner (Panorama, edição do Jornal do Comércio de 21/05/2020). Sou fã deste artista desde os tempos do Replicantes e é muito bom saber como ele se reinventou em tempos de pandemia. E ali, um grande aprendizado dos palcos para os gestores de empresas: isolamento físico não pode nos aprisionar mentalmente, temos que nos reinventar, fazer alguma coisa, porque, quando a situação voltar ao normal, você já está em movimento. Tempos de crise são os melhores momentos para investir, não somente dinheiro, mas são tempos para transformar. (Luciano Izar Ost) 
Parabéns pela reportagem com o Wander Wildner (Panorama, edição do Jornal do Comércio de 21/05/2020). Sou fã deste artista desde os tempos do Replicantes e é muito bom saber como ele se reinventou em tempos de pandemia. E ali, um grande aprendizado dos palcos para os gestores de empresas: isolamento físico não pode nos aprisionar mentalmente, temos que nos reinventar, fazer alguma coisa, porque, quando a situação voltar ao normal, você já está em movimento. Tempos de crise são os melhores momentos para investir, não somente dinheiro, mas são tempos para transformar. (Luciano Izar Ost) 

Lei Kandir

Estado receberá R$ 6,49 bilhões por perdas com a Lei Kandir (Jornal do Comércio, 21/05/2020). É inacreditável que ainda exista essa lei, só fortalece a cultura extrativista e desestimula a inovação e a agregação de valor. (José De O. Fernandes)

Ministro da Saúde

O general Eduardo Pazzuelo deverá ficar como ministro da Saúde. Ele não tem formação na área de saúde e é considerado um especialista em logística. Vai ficar lá por muito tempo, segundo o presidente Jair Bolsonaro. Sobre ter ou não ter diploma de médico para ser secretário ou ministro da Saúde, há quem lembre que o governador Leonel Brizola nomeou secretário da Saúde o advogado José Lamaison Porto, deputado estadual do PSP de Passo Fundo. Contemporâneos da época afirmam que ele foi um dos melhores secretários da Saúde que o Estado teve. (Marcelo Ferreira, Porto Alegre)

Vacinas

Há muitas interpretações sobre as ainda não descobertas vacinas para que se evite a Covid-19. Lembro que, quando eu era estudante, havia campanhas de vacinação com equipes que iam nos colégios. A vacina, muitas vezes, era na coxa, deixando uma marca. Por causa disso, as gurias de então ficavam irritadas, pois a marca era vista quando usavam maiôs (biquíni as mães não deixavam). Também peguei uma prevenção contra a tuberculose, quando muitos colégios pediam uma abreugrafia dos pulmões no início do ano letivo - talvez redundância, não sei se abreugrafia não era sempre dos pulmões. Adolescentes como eu tinham todas as doenças nos anos 1950/1960, como sarampo, coqueluche e catapora, entre outras. Tomava-se medicamentos caseiros e a maioria acabava se curando ao natural. O que mudou? (Marco Aurélio Capuano da Silva, Porto Alegre)

Exames de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro já enviou ao STF os exames que fez por conta do coronavírus. Mas tem gente que insiste, reclama que ele usou nomes falsos e continuam a bater na tecla. Parece que o sonho de alguns é que ele tenha o coronavírus. Aí seria "a glória", porque ele esteve em manifestações em Brasília e cumprimentou apoiadores. Parece mesmo que há uma campanha pelo impeachment. (Noeli de Alencar)
 
Comentários