Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de maio de 2020.
Dia Mundial do Desenvolvimento Cultural.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 21 de maio de 2020.
Notícia da edição impressa de 21/05/2020.
Alterada em 21/05 às 03h00min
CORRIGIR

Minuto IR 

Boa iniciativa do Jornal do Comércio, dando orientações para a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2020 (Minuto IR, Destaques na Edição Digital, Página 2, edição de 19/05/2020). Fiz a minha declaração, e apareceu que eu tinha pendências. Era sobre o recolhimento do FGTS e outros débitos sobre as férias de empregado doméstico, por meio do eSocial. Entrei no site da Receita e lá estavam os valores. Mas não vi como poderia preencher o Darf para pagar logo o que devia e não conseguirei receber a devolução a que tenho direito. O site da Receita Federal, para Pessoa Física, é muito complicado, é um tal de ir aqui, escolher opções lá e clicar ali que acho foi feito para profissionais da área da contabilidade ou da advocacia tributária, não para alguém que, como eu, só se preocupa com o IRPF uma vez por ano. Poderiam simplificar, evitando problemas, atrasos na devolução e idas à Receita aqui em Porto Alegre. (Maria Odila Ferhmeister, aposentada, Porto Alegre)
Boa iniciativa do Jornal do Comércio, dando orientações para a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2020 (Minuto IR, Destaques na Edição Digital, Página 2, edição de 19/05/2020). Fiz a minha declaração, e apareceu que eu tinha pendências. Era sobre o recolhimento do FGTS e outros débitos sobre as férias de empregado doméstico, por meio do eSocial. Entrei no site da Receita e lá estavam os valores. Mas não vi como poderia preencher o Darf para pagar logo o que devia e não conseguirei receber a devolução a que tenho direito. O site da Receita Federal, para Pessoa Física, é muito complicado, é um tal de ir aqui, escolher opções lá e clicar ali que acho foi feito para profissionais da área da contabilidade ou da advocacia tributária, não para alguém que, como eu, só se preocupa com o IRPF uma vez por ano. Poderiam simplificar, evitando problemas, atrasos na devolução e idas à Receita aqui em Porto Alegre. (Maria Odila Ferhmeister, aposentada, Porto Alegre)

Liberação do comércio

Ainda bem que o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), liberou os centros comerciais, bares, restaurantes e o comércio em geral. Talvez, dessa maneira, a crise pela qual esses setores estão passando não seja tão grande como o anunciado, com o fechamento de lojas e mais dispensa de empregados. A saúde em primeiro lugar, certo, mas a queda brutal no faturamento está fazendo muitos estragos no comércio em geral, e isso se refletirá na arrecadação do Estado e da prefeitura de Porto Alegre. Aí quero ver como ficará o pagamento do funcionalismo em maio e, mais ainda, em junho, com pouco dinheiro e também com menos compras no comércio, nos centros comerciais, nos bares e nos restaurantes. (Renata Ferraz)

Rescisões trabalhistas

Prefeitos e governadores saíram mandando fechar muitos comércios em cidades pelo Brasil afora, por causa da Covid-19. Esqueceram que, dessa maneira, eles, prefeitos e governadores, terão que pagar as indenizações, as rescisões, de acordo com o art. 486 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). No Rio de Janeiro, o governo decretou a paralisação das atividades dos empresários. E agora? (Antúlio Mantra Hollevard)

Telefonemas

Nesta semana, pela manhã, já recebei até cinco telefonemas não sei de quem nem de onde. Vou atender, mas ninguém fala. Penso que se trata de disparos feitos por robôs após conseguirem os telefones fixos e celulares dos aposentados do INSS, meu caso. Antes, eu ouvia ofertas de empréstimos e outras coisas das quais não preciso agora. Não entendo, mas parece que são as tais de ligações feitas por robôs. Só não entendo é como conseguem meus telefones? Alguém pode explicar ou acabar com isso? (Geraldo De Lia, Porto Alegre)
 
Comentários