Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Aniversário de Porto Alegre. Dia do Cacau.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Notícia da edição impressa de 26/03/2020.
Alterada em 26/03 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Economia de guerra

PALAVRA DO LEITOR 24-JCA006-DIG

PALAVRA DO LEITOR 24-JCA006-DIG


/REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Como quase todos nós, estou amedrontada pela situação que os brasileiros estão vivendo, incluindo os porto-alegrenses, como eu. Estamos em economia de guerra, segundo li na Opinião Econômica, de Samuel Pessôa (Jornal do Comércio, 24/03/2020). Ele prevê uma queda grande da economia e do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020. Mais do que, penso, poderemos aguentar na economia, com tanta gente desempregada. Deus nos livre de que as projeções do colunista se concretizem. (Mariaelena Aguiar Monteiro, Porto Alegre)
Como quase todos nós, estou amedrontada pela situação que os brasileiros estão vivendo, incluindo os porto-alegrenses, como eu. Estamos em economia de guerra, segundo li na Opinião Econômica, de Samuel Pessôa (Jornal do Comércio, 24/03/2020). Ele prevê uma queda grande da economia e do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020. Mais do que, penso, poderemos aguentar na economia, com tanta gente desempregada. Deus nos livre de que as projeções do colunista se concretizem. (Mariaelena Aguiar Monteiro, Porto Alegre)

Recessão

Com todo mundo, ou quase todos, trancado nas casas e apartamentos, a recessão já começou a atacar em Porto Alegre. Motoristas do aplicativo Uber e outros semelhantes estão apavorados. Alguns estão conseguindo somente R$ 20,00 por dia. Outros, que alugaram carros para trabalhar, não conseguem mais pagar a mensalidade e estão devolvendo os veículos. Tem gente cancelando consórcios, tevês a cabo e outros serviços. Os informais, então, estão desesperados, não conseguem nada por dia. Até quando? (Paulo César Rospide, Porto Alegre)

Indenização

Vários países estão recorrendo ao FMI por auxílio financeiro. Sugiro que o Fundo Monetário Internacional cobre pelo menos US$ 1 trilhão da China, como indenização pelos estragos econômicos que aquele país causou, por esconder, por dois meses, a volta do coronavírus. (Victor de Alencar, Porto Alegre)

Panelaços

Vi algumas panelas batendo no edifício em frente ao meu, no Jardim Botânico. Li que estes panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro se repetiram na semana passada. Mas fizeram isso mesmo os porto-alegrenses por qual motivo? Porque ele minimiza o coronavírus? Porque estas pessoas são de outros partidos, adversários dele? Nestes dias de tanta preocupação, penso que não resolve nada ficar batendo panela. As autoridades da Saúde nos governos federal, estadual e municipal de Porto Alegre estão agindo. Querem mais o quê? (Renato Mendes Júnior)

Justiça

O coronavírus judicial está matando mais que a Covid-19. A prestação jurisdicional, repleta de burocracia, demora mais que as milenares calendas, em que o jurisdicionado morre aguardando por uns trocados com a multiplicidade de despachos, enquanto o juízo dorme no ponto. Sem generalizar e com honrosas exceções. Julgam de sangue doce, quando julgam, eis que, a "estagiariocracia" fala mais alto. Juízes, na maioria, recebem, mensalmente, de R$ 30 mil a R$ 40 mil antes do fim do mês, faça chuva ou faça sol. (Edgar Granata, advogado)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia