Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 03 de dezembro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 03/12/2019.
Alterada em 03/12 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Fórum de líderes

28-JCA006-DIG.pdf  Palavra do Leitor Terça-feira 03 12 2019

28-JCA006-DIG.pdf Palavra do Leitor Terça-feira 03 12 2019


/REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Espero que tenham encontrado soluções e convergências no Fórum de líderes realizado na última quinta-feira em Porto Alegre (Jornal do Comércio, página 6, edição de 28/11/2019). Rio Grande do Sul está necessitado, talvez como jamais antes, da união, de projetos, de saídas para a crise que enfrenta há anos, sem dinheiro para nada. Torço para saber dos resultados práticos, porque, no discurso, tudo está resolvido, conforme meu falecido pai já dizia, em outras épocas de crises, talvez apenas não tão grandes como a atual. (Maria Luiza Geruza, Porto Alegre)
Espero que tenham encontrado soluções e convergências no Fórum de líderes realizado na última quinta-feira em Porto Alegre (Jornal do Comércio, página 6, edição de 28/11/2019). Rio Grande do Sul está necessitado, talvez como jamais antes, da união, de projetos, de saídas para a crise que enfrenta há anos, sem dinheiro para nada. Torço para saber dos resultados práticos, porque, no discurso, tudo está resolvido, conforme meu falecido pai já dizia, em outras épocas de crises, talvez apenas não tão grandes como a atual. (Maria Luiza Geruza, Porto Alegre)
Queimadas
As queimadas na Amazônia bateram recorde, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (Inpe). Uma pena o ocorrido, mas penso que o presidente Jair Bolsonaro falou - e continua falando - demais sobre desenvolver a Amazônia, justamente com mais produção agropecuária. Para mim, isso foi um sinal para o desmatamento, mesmo sem querer, dado aos quem exploram clandestinamente aquela exuberante floresta tropical. Da mesma forma, Bolsonaro mandou desativar os radares das rodovias federais. Resultado: neste último feriadão, mortes e mais mortes nas rodovias federais. Fale menos, presidente, pelo amor de Deus! (Nelson Rubens Bacellar, Porto Alegre)
Mensagem ao prefeito
Prefeito Nelson Marchezan Júnior. Como grande amigo do seu falecido pai, Nelson Marchezan, estou lhe recomendando que leia, na coluna Palavra do Leitor do Jornal do Comércio, edição de 27/11/2019, página 4/Opinião, o texto do advogado do ramo imobiliário André Viesseri, publicada sob o título Morosidade. Depois me diga se leu, pois julgo importante leres e algo fazer! Abraços, e tenhas boas condições para poder concorrer à reeleição! (Victor J. Faccioni, ex-deputado federal)
Real desvalorizado
Considerando a desvalorização acentuada da nossa moeda, sou obrigado a propor que ela seja rebatizada de Irreal. É um nome mais apropriado, principalmente para quem viaja ao exterior, para quem toca seus negócios com base em importações e quem vai aos supermercados. (Nivio Fialho, engenheiro)
Paulo Guedes
As manifestações do ministro da Economia, Paulo Guedes, precisam ficar limitadas à sua área de trabalho. A mais recente é uma ameaça, caso seus projetos não sejam aprovados no Congresso. E cita um novo AI-5 sobre possibilidades de manifestações dos segmentos sociais que se sentirem prejudicados com as imposições da equipe do atual governo. Uma posição lamentável. (Uriel Villas Boas, advogado)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia