Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de novembro de 2019.
Dia Mundial da Televisão. Dia da Homeopatia e Dia do Homeopata.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 21/11/2019.
Alterada em 21/11 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Reforma nas carreiras

Não entendo por qual motivo até hoje o Rio Grande do Sul continua com certas gratificações, principalmente no Judiciário e na Assembleia, quando o funcionalismo do Executivo estadual recebe parceladamente e com atraso. Pois agora o governador Eduardo Leite (PSDB) (Jornal do Comércio, página 19, edição de 14/11/2019) resolveu enviar à Assembleia um pacote de reformas. Entre elas, a contribuição de ativos, aposentados e pensionistas. Ora, isso já acontece na prefeitura de Porto Alegre há anos. É medida antipática, mas necessária. Se ninguém ousar, como está sendo feito agora, em 2020 o atraso nos vencimentos do Estado será de meses. Criticaram muito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), mas até agora, em 2019, ele pagou sempre em dia, no último dia útil do mês. (Maria Luiza Romano, Porto Alegre)
Não entendo por qual motivo até hoje o Rio Grande do Sul continua com certas gratificações, principalmente no Judiciário e na Assembleia, quando o funcionalismo do Executivo estadual recebe parceladamente e com atraso. Pois agora o governador Eduardo Leite (PSDB) (Jornal do Comércio, página 19, edição de 14/11/2019) resolveu enviar à Assembleia um pacote de reformas. Entre elas, a contribuição de ativos, aposentados e pensionistas. Ora, isso já acontece na prefeitura de Porto Alegre há anos. É medida antipática, mas necessária. Se ninguém ousar, como está sendo feito agora, em 2020 o atraso nos vencimentos do Estado será de meses. Criticaram muito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), mas até agora, em 2019, ele pagou sempre em dia, no último dia útil do mês. (Maria Luiza Romano, Porto Alegre)
Brigadianos
Conforme a Comandante Nádia, vereadora de Porto Alegre (Frases e Personagens, edição de 20/11/2019 do Jornal do Comércio), a Brigada militar tinha, em 1980, 33 mil integrantes e, hoje, só tem 17 mil. Só que, em 1980, não existiam a EPTC e seus agentes, nem existia a Guarda Municipal. Isso explica. Faltou ela explicar. (Celso Correa)
Municípios pequenos
O bom tempo no fim de semana com feriadão levou milhares de porto-alegrenses até o nosso Litoral Norte. No entanto, a emancipação exagerada de pequenas praias fez com que toda a arrecadação fosse direcionada para manter estruturas administrativas exageradas. Daí que sobra muito pouco, ou nada, para investir em obras para a comunidade. Municípios com menos de 5 mil habitantes e onde a arrecadação própria não supera os 10% do total do orçamento (tem repasses estaduais e federais) devem ser incorporados a outros maiores. Uma subprefeitura resolveria quase todos os problemas. (José Humpierre Moura, Tramandaí/RS)
Filhos do presidente
Quem diz o que quer ouve o que não quer. Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, dizer que talvez o AI-5 volte por conta dos exageros da oposição foi de uma besteira sem tamanho. Foi execrado por todo mundo e acabou pedindo desculpas. Minha vó já dizia: quem diz o que quer ouve o que não quer. Calem a boca, filhos do presidente. Vocês só prejudicam o pai, ao contrário do que pensam! (Antonieta Rosa, Porto Alegre)
Lula
O Supremo Tribunal Federal (STF) optou por aplicar o que está na Constituição, que tem dezenas de direitos e poucos deveres. Mas é a lei maior, tem que ser obedecida. Somente o Congresso, que aprovou a Constituição de 1988, poderá mudar e fazer constar que após a condenação em segundo grau, o réu deverá ser preso, mesmo podendo apelar para a terceira e quarta instâncias, além dos inúmeros recursos. (Walter Amarante, Porto Alegre)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia