Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de outubro de 2019.
Feriado nos EUA: Columbus Day.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 14/10/2019.
Alterada em 14/10 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Novo presídio

Uma boa notícia para a (in)segurança do Rio Grande do Sul é a inauguração da Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves, com capacidade para 420 presos no sistema fechado (Jornal do Comércio, edição de 04/10/2019). Cada região do Estado deveria ter uma penitenciária, evitando-se a superlotação do Presídio Central em Porto Alegre. Que venham outras casas prisionais e mais colégios com disciplina educacional com traços militares. Nossa juventude está muito perdida. (Suzana Henriques Mentges, Porto Alegre)
Uma boa notícia para a (in)segurança do Rio Grande do Sul é a inauguração da Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves, com capacidade para 420 presos no sistema fechado (Jornal do Comércio, edição de 04/10/2019). Cada região do Estado deveria ter uma penitenciária, evitando-se a superlotação do Presídio Central em Porto Alegre. Que venham outras casas prisionais e mais colégios com disciplina educacional com traços militares. Nossa juventude está muito perdida. (Suzana Henriques Mentges, Porto Alegre)
Armas no Brasil
Quanto às armas liberadas no Brasil, no primeiro dia, morreriam 20 mil. Uma semana depois, morreriam zero. Hoje, assassinam 65 mil pessoas por ano no Brasil, e isso com todos desarmados. É o país onde mais se mata no mundo, o equivalente às mortes dos americanos na violenta II Guerra Mundial, ou 65 mil militares por ano, 330 mil durante os cinco anos de guerra. No Vietnã, com 11 anos de violentíssima guerra, morreram apenas 55 mil, 5 mil por ano. Nos Estados Unidos, todos armados, assassinam 17 mil por ano, e a população nos EUA é 50% maior que a nossa: 315 milhões. Ou seja, nosso povo só lê "zap-zap" e não entende o que lê. (Cezar Marquez)
Lula da Silva
Na coluna Começo de Conversa (Jornal do Comércio, 03/10/2019), o jornalista Fernando Albrecht questiona com perplexidade as razões pelas quais o ex-presidente Lula (PT) não aceitou ainda progredir de regime prisional do fechado para o semiaberto (que, no caso, seria domiciliar com tornozeleira eletrônica). Existem duas questões relevantes a serem consideradas: a primeira delas é a multa de mais de R$ 4 milhões que deve pagar para poder realizar essa progressão de regime; a segunda é a hipótese de o STF, em julgamento próximo, anular a sua prisão, ou em razão de decisão de segunda instância, ainda pendente do trânsito em julgado do feito, ou em razão dos famosos áudios entre o juiz Moro e membros do MPF vinculados à Lava Jato. Em qualquer situação na segunda hipótese, possivelmente o efeito prático será o mesmo que o da primeira hipótese sem, entretanto, o pagamento da multa, que ficaria diferida para mais tarde, acaso confirmada pelos tribunais superiores que ainda deverão examinar o processo, em especial o STJ. (Luigi Comunello, advogado)
Garimpeiros
Concordo com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), que disse que garimpeiros não são bandidos e merecem toda a consideração. Eles querem garimpar, e nós queremos legalizar o garimpo, disse o capitão. (João Carlos Mello)
Futebol
Não se entende como uma seleção de futebol como a do Brasil vá jogar em Singapura contra a seleção do Senegal. Antes, chamavam esse tipo de partida de caça-níquel. Para mim, algum conchavo financeiro, que também toma conta do futebol nos altos escalões do Brasil e chegando à Fifa. Mais uma vergonha. (José Ary Fontoura)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia