Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 16/09/2019.
Alterada em 16/09 às 03h00min

Tecnologia da voz

Em que mundo viverão nossos filhos e, muito mais, nossos netos! Agora leio que cresce a adoção de tecnologia de voz (Página 22, edição de 09/09/2019 do Jornal do Comércio). Maior rapidez e maior conveniência serão as principais vantagens do novo modelo. As mudanças no mundo estão sendo cada vez mais rápidas. E os que têm mais de 50 anos têm dificuldades em acompanhar tanta tecnologia. Mas é o progresso que chega fulminante. (Josimar Amarante, Porto Alegre)
Em que mundo viverão nossos filhos e, muito mais, nossos netos! Agora leio que cresce a adoção de tecnologia de voz (Página 22, edição de 09/09/2019 do Jornal do Comércio). Maior rapidez e maior conveniência serão as principais vantagens do novo modelo. As mudanças no mundo estão sendo cada vez mais rápidas. E os que têm mais de 50 anos têm dificuldades em acompanhar tanta tecnologia. Mas é o progresso que chega fulminante. (Josimar Amarante, Porto Alegre)
Prisão domiciliar
Para mim, prisão domiciliar é uma piada. Ninguém fica em prisão domiciliar pelo fato de que ficar em casa, com tudo à disposição, não pode ser considerado uma prisão. Boa comida, tevê, automóvel, enfim, conforto acima de tudo. É uma piada do Código Penal brasileiro. Só aqui mesmo. Tem que acabar com a prisão domiciliar, para onde só vão os figurões da República. O infeliz "ladrão de galinha" fica lá mesmo, no Presídio Central... (Marco Aurélio Ramos, Porto Alegre)
Governo Bolsonaro
É preocupante a queda livre dos índices de aprovação e de esperança no governo Jair Bolsonaro (PSL) em tão poucos meses de mandato, registrada tanto pelas pesquisas quanto pela boca do povo em qualquer esquina. E não precisa ser cientista político ou sociólogo para entender que tal fenômeno tem duas causas principais: as manifestações públicas intempestivas, polêmicas e ofensivas que a cada semana o capitão presidente faz, como se fosse o dono da verdade, e a sua maneira autoritária, prepotente e revanchista de se relacionar com a sociedade brasileira, na base do eu mando, prendo e arrebento. Antes que a casa caia de vez e o País reviva um Jânio Quadros II, urge que o seu "conselho de anciãos estrelados" que o rodeiam no Planalto e seus gurus iluminados o lembrem de duas verdades fundamentais: uma, que em boca fechada não entra mosca e que o peixe morre pela boca. E que é mais prudente calar do que dar palpite furado e logo ali se contradizer. E outra, que Sua Excelência foi eleito para governar uma nação de homens livres, esclarecidos e amantes da democracia e do diálogo e não para comandar uma multidão de recrutas para bater seus coturnos e prestar-lhe continência. (Lauro de Wallau)
Censura
Se alguém quer difundir e dar bastante divulgação para uma exposição, basta proibi-la, principalmente depois de inaugurada. Foi o que aconteceu na Câmara de Porto Alegre, com charges, e também no Rio de Janeiro. Ninguém sabia dos dois eventos, quase "secretos", até que proibiram as mostras. Aí sim, o Brasil todo tomou conhecimento e, aqui na Câmara da Capital, a exposição será "reinaugurada" só com desenhos agressivos e mal-educados. Mas é "charge artística"... Ignorem estas baboseiras e ninguém saberá delas. (Francisco Antônio Rivaldo, Porto Alegre)
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.