Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 21/08/2019.
Alterada em 21/08 às 03h00min

Desemprego na Capital

A reportagem do Jornal do Comércio, na página 16 da edição de 20 de agosto, mostra bem a crise que estamos vivendo no Brasil. O título diz tudo, ou seja, centenas de pessoas fazem fila em busca de emprego. E isso que as vagas são, na maioria, para trabalho temporário. Aqui em Rio Grande, temos o mesmo problema. É uma tristeza só. (Josmar Viegas, Rio Grande/RS)
A reportagem do Jornal do Comércio, na página 16 da edição de 20 de agosto, mostra bem a crise que estamos vivendo no Brasil. O título diz tudo, ou seja, centenas de pessoas fazem fila em busca de emprego. E isso que as vagas são, na maioria, para trabalho temporário. Aqui em Rio Grande, temos o mesmo problema. É uma tristeza só. (Josmar Viegas, Rio Grande/RS)
Locações
O que tem de apartamentos, lojas e salas para alugar ou vender em Porto Alegre é algo que eu jamais vi. Prova de que a economia está bem parada, mesmo com a recuperação de alguns setores. Sem reajustes no funcionalismo do Estado e da prefeitura da Capital, são milhares de pessoas que consomem bem menos, afetando desde os lojistas - as liquidações gerais são a prova - até as iniciativas como alugar ou comprar imóveis, seja qual for a finalidade. (Nair Fagundes, Alvorada/RS)
Bondes
Podem me chamar de saudosista piegas, mas tenho saudades dos bondes, que, durante um século, levaram e trouxeram os porto-alegrenses por todos os bairros da cidade. Tinham horário. Frequentei o colégio Rosário, há 50 anos, morando em Petrópolis, no turno da manhã, e não me lembro de ter me atrasado para qualquer aula. Mas vieram os ônibus, acharam que tudo iria melhorar, e, hoje, temos todos esses problemas no transporte coletivo. Uma pena. (Conceição Tavares, Porto Alegre)
Abelha
A abelha, por sua característica física, deveria ser considerada o mais ancestral ser vivo do planeta Terra. O formato do corpo da abelha dá a ideia de que ela rolou na areia e/ou também um tanto no barro, que se aglutinaram, e os ventos fizeram com que alçasse voo, e já naqueles primórdios dos tempos polinizasse outras paisagens. Quantos milênios foram necessários para fazer com que as abelhas pudessem ter a "vida", não sei. Mas, a partir dali, criaram as asinhas, uma penugem para carregar o pólen, a criação das colmeias, a abelha-rainha para procriar, a produção de mel e cera, e a capacidade de ver cores para facilitar a escolha do néctar. (Catia Brach Monser, designer de móveis)
Falência do Estado
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), ignorando toda a crise e a falência do Estado, está defendendo a nomeação de 41 pessoas para cargo de confiança (CC), gerando, ao ano, gasto de mais de R$ 3 milhões. Não conseguem ver a penúria dos servidores, a falta de investimento e o atraso para o qual, nós, gaúchos, caminhamos. O pior de tudo, não há justiça para moralizar essa farra do boi. Isso sim é uma vergonha para o cidadão que paga religiosamente seus impostos. (Marcelino Pogozelski, presidente do Sintran)
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.