Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de julho de 2019.
Dia do Engenheiro Florestal.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 12/07/2019. Alterada em 12/07 às 03h00min

Reforma tributária

Finalmente, uma comissão especial vai analisar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada em maio na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal (Jornal do Comércio, edição de 10/07/2019). O Brasil precisa simplificar seu exagerado número de tributos, que pesam sobre quem quer abrir um negócio, sobre quem já tem um negócio e, mais ainda, sobre as grandes empresas, que muito empregam. (Romualdo Franceschi, Rio Grande/RS)
Finalmente, uma comissão especial vai analisar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada em maio na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal (Jornal do Comércio, edição de 10/07/2019). O Brasil precisa simplificar seu exagerado número de tributos, que pesam sobre quem quer abrir um negócio, sobre quem já tem um negócio e, mais ainda, sobre as grandes empresas, que muito empregam. (Romualdo Franceschi, Rio Grande/RS)
Aeroporto Salgado Filho
Como estamos no Brasil, aconteceu o mais do que previsto, uma briga judicial com a empresa alemã Fraport, que agora administra o aeroporto Salgado Filho. A Fraport não quer ser responsável pela realocação das famílias da Vila Nazaré. Diz que não consta do contrato essa obrigação. Vamos ver o que a Justiça decide. Só espero que o assunto não leve anos, como é tradicional, e Porto Alegre fique sem a pista ampliada, muito importante para os negócios gaúchos. (Paulo César Henriques, Cruz Alta/RS)
Contas do FGTS
As empresas do Brasil fecharam 2018 enlutadas. O Projeto de Lei nº 993/2011, autoria do deputado federal Giovani Cherini (PR), estagnou na Comissão de Finanças desde 17/07/2013. Em 12/06/2019, Giovani Feltes (MDB) foi designado relator, nossa grande esperança. Portanto a imobilidade do PL provoca tristeza ao empresariado brasileiro. O projeto propõe liberar recursos das contas do FGTS/Não optantes, códigos 26 e 27, e que pertencem ao empregador, mas bloqueados na Caixa Econômica Federal desde a promulgação de Lei nº 110/2001. Essa lei beneficiou apenas o empregado e ignorou o empregador, de maneira discriminatória, inexplicável e perversa. (Nielon José Meirelles Escouto, membro jubilado da OAB/RS)
Filho do presidente
De novo lá vem um filho do presidente Bolsonaro criticar ministro, no caso o general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Ele que deixe os ministros trabalharem, que sabem muito mais do que ele. (Marcos Ferrari da Cunha, Porto Alegre)
Mortes
Não sei se é por causa da divulgação maciça, mas a impressão que tenho é que nunca morreu tanta gente dos meios jornalísticos e artísticos como neste 2019, até agora. Cada semana lá vai para o outro mundo alguém bastante conhecido. A morte é a parte final da vida. (Natália Lourdes do Amaral)
Drogas
Antes, as apreensões de drogas eram de quilos de maconha, cocaína e crack. Hoje, fala-se em toneladas. A droga tomou conta e quem a consome tem grande parcela de culpa na criminalidade dela decorrente. (Marco Aurélio Fritzen, Bento Gonçalves/RS)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia