Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de maio de 2019.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 22/05/2019. Alterada em 22/05 às 14h45min

Índios minuanos

Parabéns ao Jornal do Comércio! Simplesmente espetacular a reportagem "Arqueólogos e historiadores pesquisam vestígios de índios minuanos" (Reportagem Cultural, Caderno Viver, JC, 17/05/2019). Em tempos de notícias rasas e baseadas no senso comum, o JC se destaca por buscar aprofundar fatos que nos auxiliam a entender melhor nossa própria origem. Parabéns a todos da equipe! (Rafael Sittoni Goelzer, Viamão/RS)
Índios minuanos II
Excelente a iniciativa do JC e do jornalista ao abordar temática (indígena), até recentemente invisível nos meios de comunicação e que, obviamente, merece nossa atenção. Neste caso, ganha ainda mais relevância ao tratar dessa população no Rio Grande do Sul. (Ana Escosteguy, Porto Alegre)
Índios minuanos III
Arqueólogos e historiadores pesquisam vestígios de índios minuanos. Baita matéria. Excelente contribuição. Parabéns! (Ricardo Bueno, Viamão/RS)
Cigarros clandestinos
Li no JC que 54% dos cigarros são de origem ilegal. Destes, 50% vêm do Paraguai e 50% são produzidos aqui por fábricas irregulares. Considerando que conhecem esses pormenores e que uma fábrica de cigarros não é algo que se possa esconder embaixo de uma pedra, a perguntinha é: o que falta para as autoridades irem lá e prenderem todo mundo? (Clesio Franceschina)
Universidades
Os altos preços cobrados pelos cursos em universidades particulares, aliados à crise que assola o Brasil há pelo menos dois anos, está fazendo com que universidades particulares do Rio Grande do Sul demitam funcionários e dezenas de professores. Como isso poderá ser recuperado no futuro? (Marlise Fontoura)
Desemprego
O Brasil entrou em recessão. Os números oficiais do IBGE estão indicando isso, o que só aumentará o desemprego. Lastimável que isso aconteça, com os milhões de desempregados que temos. Tão cedo não teremos novas vagas para os brasileiros que buscam uma colocação. (Júlio Nascimento Farias)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia