Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 20/05/2019. Alterada em 19/05 às 21h50min

Trânsito

Continuam classificando autênticos homicídios dolosos no trânsito como acidentes. Seis pessoas de uma única família morreram em um "acidente". Bem disse o colunista Fernando Albrecht, página 3, edição de 22/04/2019 do Jornal do Comércio, isso foi assassinato. Concordo. (Mayra Gusmão, Porto Alegre)
Bolsonaro
Votei em Jair Bolsonaro (PSL) para presidente. No entanto, penso que ele está perdendo a compostura em algumas de suas afirmações. Tem que dialogar mais com tato. Ou, então, talvez mesmo o ideal, falar menos. Do jeito que vai, mesmo fazendo coisas certas quanto aos déficits anuais do governo federal, só arranja incomodação e alimenta a oposição. (Caio César Marcondez)
Orçamentos e déficits
A previsão das receitas e despesas para o Rio Grande do Sul em 2020 continua com um déficit de R$ 4,3 bilhões. É muito, mesmo que não seja culpa do atual governo nem do anterior. Gastar mais do que é arrecadado é uma sina dos governos gaúchos. Até quando o Estado do Rio Grande do Sul aguentará, só Deus sabe! (Edson Mabel, Pelotas/RS)
Patinetes
Espero que a prefeitura de Porto Alegre regule logo o uso dos patinetes elétricos. É uma boa novidade, porém tem usuário andando a 30 ou 40 quilômetros horários pelas calçadas. É um perigo para os transeuntes. (Helenara Rubens, Porto Alegre)
Imposto de Renda
A Receita Federal está mesmo fazendo um pente-fino em cima das Declarações de Ajuste Anual onde aparecem despesas com médicos e dentistas. Mesmo que quem pagou e quem recebeu tenha declarado o valor na Declaração de Ajuste do ano, assim mesmo lá vem o contribuinte aparecendo na malha fina, às vezes dois ou três anos depois, para que a pessoa apresente os recibos. Por isso recomendo a todos que guardem bem os recibos por cinco anos. O Leão está esfomeado. (Marcantônio Pereira, Porto Alegre)
Investimento
Grupo alemão inaugura fábrica de sílica de R$ 300 milhões em Itaqui, informa o Jornal do Comércio. Itaqui merece o investimento. Sorte à cidade e à empresa! (José Reus dos Santos)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia