Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 24 de fevereiro de 2019.
Dia do WebDesigner.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 25/02/2019. Alterada em 24/02 às 01h00min

Carnaval

Parabéns pela bela reportagem sobre o Carnaval ("Blocos retomam Carnaval de rua e se multiplicam em pouco mais de uma década", caderno Viver, Jornal do Comércio, 15/02/2019. Além de trazer a importância histórica da Cidade Baixa para o Carnaval, permitiu vivenciar a retomada dos blocos carnavalescos. Gostaria, contudo, de fazer uma ressalva: o Carnaval de Porto Alegre não surgiu na Cidade Baixa, é bem anterior e faz parte de nossa história desde o início da formação da cidade. No século XIX, tínhamos tudo no Centro da cidade, o entrudo, os bailes, as sociedades carnavalescas, os blocos. (Caroline P. Leal, Porto Alegre)
Aumento na passagem
A passagem de ônibus em Porto Alegre voltou a subir acima da inflação. A gestão do PMDB quebrou a Carris, que já foi a melhor empresa de ônibus do País. (Roger Dutra, Porto Alegre)
Aumento na passagem 2
Excelente ideia! Vamos ampliar a indústria das multas para financiar isenções para a tarifa do péssimo sistema de transporte coletivo de Porto Alegre. Seria cômico se não fosse trágico. (Paulo Tavares, Porto Alegre)
Homofobia
Sobre a notícia "STF tem quatro votos a favor de enquadrar homofobia como racismo", que saiu em vários jornais, pergunto se os direitos fundamentais não são para todos os cidadãos brasileiros. A "luta" dos LGBTs não é por direitos iguais? Os LGBTs desejam ser considerados uma "raça" específica? Separando os LGBTs, não estará o próprio STF outorgando uma discriminação? Onde está a igualdade da Constituição para todos? Aliás, o papel do STF não é legislar; quem legisla é Senado e Câmara Federal. (Fábio da Silva, Veranópolis/RS)
Venezuela
A esquerda nunca larga o poder sem jogar o povo à luta (matéria "Fronteira com a Venezuela é fechada, e tensões no Brasil aumentam", (Jornal do Comércio, 22/02/2019). Apesar de bravatas e ameaças, só resta uma saída rápida, fulminante, cirúrgica e devastadora, preservando ao máximo vidas civis. A esta altura das tensões, para o inferno com as ameaças da Rússia, China, Turquia e Irã. (Gustavo Bauer, Porto Alegre)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia