Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de setembro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 06/09/2018. Alterada em 06/09 às 01h00min

Estado de que tamanho?

Cumprimento o colunista Jaime Cimenti pelo seu texto, sob o título "Brasil de que tamanho?" (Livros, caderno Viver, Jornal do Comércio, 31/08/2018). Parabéns. (Samir Curi Hallal, Pelotas/RS)
Incendiários
Acabamos de queimar 20 mil anos de história natural no Museu Nacional. Queimamos nossa memória e nossos sonhos. Somos incendiários por natureza de nossa própria natureza. Já queimamos a Mata Atlântica, estamos queimando a Floresta Amazônica. Vivemos ainda na Idade do Fogo. Passamos os últimos 7 mil anos da história queimando nações e civilizações. Queimamos hereges que não comungam com nossa fé. Queimamos livros que não entendemos. Incineramos milhões de pessoas em guerras mil através do tempo e aprendemos a evaporar nossos inimigos em cogumelos atômicos. Matamos incessantemente milhares de pessoas mundo afora com nossas armas de fogo, que dão lucros astronômicos aos países mais ricos, cuja economia é movida a petróleo e carvão extraídos do coração da terra para, queimados, nos mover em nossa fogueira das vaidades. (Paulo Sérgio Arisi)
Desemprego
O último dado do IBGE que indica que o número real de desempregados procurando emprego há dois anos ou mais é de 3,1 milhões é o mais correto nestas estatísticas. Isso prova que a reforma trabalhista, que usou o dado exagerado de 13 milhões de desempregados como uma de suas justificativas, jogou nas costas dos trabalhadores a conta do custo Brasil ao precarizar empregos de quem precisa trabalhar em tempo integral. O governo deveria é cortar seus custos e diminuir impostos das empresas. (Rafael Alberti Cesa, Caxias do Sul/RS)
Dever de poupar vidas
Os candidatos a cargos nos Poderes Executivo e Legislativo devem ser convencidos pelos eleitores a incluírem em suas promessas, o combate à violência, mas com medidas duras e específicas, além de registradas em tabelionatos. Não mais se pode tolerar que cerca de 70 mil assassinatos por ano continuem a ocorrer e que os grandes traficantes lucrem vendendo drogas. Enquanto as pessoas de bem enjaulam-se na tentativa de se protegerem, os bandidos armados andam livres pelas ruas aterrorizando a população. Ouvem-se sugestões de os confinarem em clareiras no meio da Floresta Amazônica, exigindo, dos que têm saúde, que trabalhem para produzir seu sustento. Então, candidatos, proporão esta ou outras providências eficazes? (Avelino Cabral, escriturário)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia