Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Edição impressa de 01/08/2018. Alterada em 01/08 às 01h00min

Tecnologia tira empregos?

Concordo que a tecnologia veio para ficar (Palavra do Leitor, Jornal do Comércio, edição de 31/07/2018), mas não que ela tire empregos. Afinal, estes sistemas automáticos e de controle a distância são fabricados, mantidos e operados por pessoas. Então, na verdade, a tecnologia substitui empregos mal remunerados e que não exigem qualificação por outros melhores e mais bem remunerados, só que em outro lugar (muitas vezes, em outros países). O que, na verdade, tira empregos é a falta de educação que impede que as pessoas consigam empregos melhores e mais bem remunerados, e uma legislação trabalhista arcaica que onera o empregador e sob o pretexto de "preservar direitos" joga milhões de pessoas no desemprego ou na "informalidade" (na verdade ilegalidade), onde elas não têm direito algum. Qualquer pessoa que mora em condomínio sabe que, assim que um funcionário do mesmo é demitido, geralmente ingressa com uma ação trabalhista. Esses fatores - falta de educação e legislação trabalhista míope - é que são os grandes geradores de desemprego. (Darlei Worm Jr.)
De Frente para o Guaíba
Em relação à matéria Insegurança afasta público de visual dos morros da Capital (De Frente para o Guaíba, Jornal do Comércio, 27/07/2018), para tornar o turismo uma realidade, tem de investir em limpeza, segurança, manutenção, paisagismo, cuidar diariamente para manter atrativo aos turistas. Pena que Porto Alegre não tenha essa vocação. Deveriam começar a cuidar já na entrada da cidade. O aspecto é de desleixo total. Agora com as obras no entorno do Guaíba, espera-se uma mudança de visão. Chega de radicalismo e atraso. (Jeferson Luiz Pereira)
Reportagem cultural
Produtor musical há seis décadas, Patineti relembra como iniciou a carreira de Elis Regina (Reportagem cultural, caderno Viver, Jornal do Comércio, 27/07/2018). Meu querido amigo Pati! Porta-voz dos melhores causos que ouvi na vida, em grande parte contados na velha Cia Sanduíches junto do amado Rogerinho Messina! (Roberto Vianna, Porto Alegre)
Feminismo
Há um endeusamento da nova mulher no âmbito da mídia que enfoca o inimigo bem visível: o machismo. O espaço desse setor de comunicação por produtoras, jornalistas, comentaristas deseja ampliar o poder dominador de decisão de perfil feminista. Uma escritora teve que vetar uma capa do livro dela "cor-de-rosa" na intenção de assim conseguir atrair os leitores masculinos. Lembremos que esse mito de salvação da humanidade pela via feminista heroica democrática demonstra a ilusão de ótica da publicidade, pois só houve uma Joana D'Arc. (Helder Pinheiro Mayer, escritor, Alvorada/RS)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia