Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 31 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 31 de julho de 2020.
05/03/2019 - 22h12min.
Alterada em 05/03 às 22h12min

Quanto poupar para a longevidade

Em "Tempo, senhor da equação", refletimos sobre a importância de nos prepararmos financeiramente para a longevidade, longo período que viveremos depois de aposentados.
Em "Tempo, senhor da equação", refletimos sobre a importância de nos prepararmos financeiramente para a longevidade, longo período que viveremos depois de aposentados.
Se a provocação funcionou, você deve estar curioso, querendo saber de quanto precisa para garantir seu futuro. E essa pergunta se faz acompanhar de outra: quanto preciso poupar por mês para acumular essa grana?
Então vamos aos números. Antes, precisamos definir as premissas para os cálculos, tudo em base mensal: renda desejada no futuro, tempo do pagamento dessa renda; expectativa de rentabilidade (real líquida) durante o período dos saques.
José quer acumular capital suficiente para garantir uma renda mensal de R$ 1.000,00 durante os 30 anos (360 meses) previstos de inatividade profissional, entre os 60 e 90 anos. O capital estará investido em uma aplicação de baixo risco, com rentabilidade real (depois da inflação) e líquida (depois de impostos e custos) estimada de 0,25% ao mês.
Achou muito baixa? Seja prudente na estimativa dessa taxa. Lembre-se de que, além de toda a incerteza acerca dessa premissa, é impossível simular taxa de juros nominal, sem excluir o impacto da inflação. Precisamos que a renda mensal projetada tenha poder de compra constante. Se a inflação não for expurgada, estaremos projetando um valor maior, porém irrealista.
Premissas definidas, a calculadora informa que José precisa ter, aos 60 anos, capital de R$ 237.189,00, suficiente para garantir o fluxo de pagamento de renda mensal de R$ 1.000,00 por 30 anos. Se você deseja uma renda mensal de R$ 3.000,00 multiplique por três e acumule R$ 711.568,00.
Primeira pergunta respondida, podemos calcular quanto José deve poupar todo mês para acumular esse montante. A resposta não é única porque depende da premissa tempo, a idade de início dessa poupança. Dê uma olhada na tabela e veja quanto é preciso investir mensalmente para acumular, aos 60 anos, o montante de R$ 237.189,00 suficiente para garantir resgates mensais de R$ 1.000,00 pelos próximos 30 anos, dos 60 aos 90 anos de idade.
Viram por que me referi ao tempo como o senhor da equação, na coluna anterior? Olhe a diferença entre começar aos 25 (R$ 320,00/mês) ou aos 45 (R$ 1.045,00/mês)!
Quem começa aos 25 investe R$ 320,00 e resgata R$ 1.000,00, mais de três vezes o que investiu, beneficiado pelos juros produzidos ao longo do tempo. O esforço de quem começa aos 45 aumenta porque o período de investimento (15 anos) é menor do que o período de desinvestimento (30 anos).
Quanto mais cedo começar a poupar, melhor; mas nunca é tarde para começar.
Planejadora financeira CFP ("Certified Financial Planner"), autora de "Finanças Pessoais: O Que Fazer com Meu Dinheiro"
Comentários CORRIGIR TEXTO