Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 09 de dezembro de 2020.
09/12/2020 - 20h27min.
Alterada em 09/12 às 20h27min

O menino de Francisco

Por Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano e primeiro vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)
Por Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano e primeiro vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)
Tomás de Celano (+1260) relata a devoção de Francisco ao Natal do Senhor: “celebrava com incrível alegria, mais que todas as outras solenidades, o Natal do Menino Jesus, pois afirmava que era a festa das festas, em que Deus, feito um menino pobrezinho, dependeu de peitos humanos. Beijava como um esfomeado as imagens dessa criança, e a derretida compaixão que tinha no coração pelo menino fazia até com que balbuciasse doces palavras como uma criancinha. Para ele, esse nome era como um favo de mel na boca”.
Nós admiramos, mas ao mesmo tempo estranhamos, ficamos incomodados com a devoção tão crua de um santo medieval. Admiramos sua simplicidade, sua religiosidade, essa maneira pura de se relacionar com o menino Deus a modo do povo simples; tão sincero, autêntico, direto e apaixonado! Mas não somos capazes de, nem queremos viver a nossa religião dessa maneira imediata e explícita, sim, impetuosamente engajada como o faz Francisco de Assis. Alguma coisa em nós nos faz dar um passo para trás. É algo como distanciamento “crítico”, uma espécie de receio diante de uma fé tão pessoal.
Entramos no advento do Natal, e logo nos perdemos nos afazeres do alvoroço da festa. Do Natal que a todos mobiliza, desde as crianças até aos anciãos. Na medida em que o Natal se aproxima, aumenta o frenesi do consumismo venal. Produtos expostos, compras de presentes, muitos correndo, trabalhando, vendendo e comprando, embalado na música e no ritmo acelerado dos negócios e tráfegos comerciais. Para produzir, vender e ganhar, para fazer comprar e gastar, a rotatividade do lucro usa de todos os recursos e meios para motivar, influenciar e propagar a ânsia de gastar.
A Virgem Mãe e o seu Menino da Noite Feliz são vestidos em diferentes disfarces tradicionais e modernos, ora românticos e piedosos, ora secularizados e boçais; sempre de novo mãe e criança são usadas e abusadas em função do lucro, a serviço da venda.
O que há com o nosso Deus encarnado e a sua Virgem Mãe, na onda avassaladora desse frenesi venal? O que há conosco, que na saudade e na vontade de um mundo melhor, mais justo e humano, desencadeamos a avalancha de progresso que parece nos engolir e arrastar de roldão, desvirtuando, falsificando tudo que nos toca o coração na profundidade de uma velha seriedade e inocência, cujos ecos longínquos escutamos na melancólica nostalgia de uma devoção do tono antigo como de Francisco de Assis?
(*O presente texto é síntese de uma reflexão de H. Harada).
Fraternidade O Caminho, de Porto Alegre, pede a sua ajuda - A Casa de Acolhida dos Filhos Prediletos está precisando da sua ajuda, por meio da doação de alimentos que serão servidos aos moradores de rua pelos freis da “Fraternidade O Caminho” de Porto Alegre. Para que a iniciativa tenha sucesso, as pessoas podem colaborar com os seguintes itens: café, leite, margarina, bolachas doce e salgada, salsicha, enlatados, óleo, temperos (alho, cebola, cheiro verde etc.), verduras e frutas e, em especial, carne, frango e ovos, alimentos cuja necessidade é ainda maior. As refeições (café da manhã e almoço) são servidas de segunda a quinta-feira e aos sábados. As doações podem ser feitas diariamente na Casa de Acolhida Filhos Prediletos, localizada na Rua Duque de Caxias, 380, no Centro de Porto Alegre. Para mais informações, entre em contato pelos telefones: (51) 98932-9467 (WhatsApp) ou (51) 3234-2869.
Organizações signatárias do Pacto Pela Vida e Pelo Brasil realizam webinar sobre Direitos Humanos - As organizações proponentes do Pacto pela Vida e pelo Brasil, entre as quais a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizam nesta quinta-feira (10), das 9h às 12h, o webinário “Direitos Humanos Importam!”, para celebrar o aniversário de 72 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. São parceiras na organização deste evento a ABC (Academia Brasileira de Ciências), ABI (Associação Brasileira de Imprensa), Comissão Arns (Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns), CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Três mesas temáticas debaterão aspectos cruciais dos direitos humanos, à luz da realidade brasileira: Direitos Humanos e a defesa da Democracia; Direitos humanos no combate à desigualdade e ao racismo; Direitos humanos e a preservação da vida. Não haverá inscrições. O seminário será exibido, ao vivo, direto do canal de youtube da OAB e retransmitido nas redes sociais das organizações signatárias do Pacto pela Vida e pelo Brasil: ABC, ABI, Comissão Arns, CNBB, OAB e SBPC.
CNBB e CRB inauguram Núcleo Lux Mundi para proteção de menores - O núcleo que irá auxiliar a Igreja no Brasil no combate à violência sexual contra crianças, adolescentes e vulneráveis foi inaugurado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e Conferência dos Religiosos do Brasil, na terça-feira, 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição. O Núcleo "Lux Mundi" é o escritório que vai auxiliar na organização dos trabalhos de instalação das comissões diocesanas para a proteção de crianças, adolescentes e pessoas vulneráveis nas estruturas pastorais do Igreja Católica do Brasil, dioceses e congregações religiosas, conforme solicitado pelo Papa Francisco em sua Carta Apostólica em forma de Motu Proprio Vos Estis Lux Mundi ("Vós sois a luz do mundo"). O centro "Lux Mundi" colaborará com a Igreja no Brasil para internalizar as medidas de proteção propostas pelo Motu Proprio e promoverá atividades de educação e formação, também sistematizando práticas que surgirem nas dioceses.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Dom Jaime Spengler
Dom Jaime Spengler
A Arquidiocese de Porto Alegre renova sua tradicional coluna no Jornal do Comércio, antes intitulada "A Voz do Pastor", e passa a chamá-la "Olhar da Fé", com publicação exclusiva na versão online do veículo. Todas as quintas-feiras, Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre, ou um dos bispos auxiliares trarão a visão do sagrado sobre temas importantes para a sociedade.