Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de julho de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 22 de julho de 2021.
Notícia da edição impressa de 22/07/2021.
Alterada em 22/07 às 03h00min

Frio aumenta e vendas sobem

A venda de condicionadores de ar aumentou 138% no segundo trimestre de 2021 em relação ao mesmo período ano passado, aponta levantamento da Lojas Colombo com foco em produtos relacionados ao frio. Já o crescimento dos fogões à lenha foi de 54%; das secadoras de roupas, 24%; e dos aquecedores, 57%. O Rio Grande do Sul foi o Estado que mais consumiu estes produtos, e o e-commerce aparece como a modalidade mais utilizada pelos consumidores. Mais uma vez, é possível constatar que o frio aquece diversos setores da economia.
A venda de condicionadores de ar aumentou 138% no segundo trimestre de 2021 em relação ao mesmo período ano passado, aponta levantamento da Lojas Colombo com foco em produtos relacionados ao frio. Já o crescimento dos fogões à lenha foi de 54%; das secadoras de roupas, 24%; e dos aquecedores, 57%. O Rio Grande do Sul foi o Estado que mais consumiu estes produtos, e o e-commerce aparece como a modalidade mais utilizada pelos consumidores. Mais uma vez, é possível constatar que o frio aquece diversos setores da economia.
Eletrônicos
Segundo a Abinee, no acumulado de janeiro a junho de 2021, o déficit da balança comercial de produtos elétricos e eletrônicos somou US$ 16,6 bilhões, 30% acima do registrado em igual período de 2020 (US$ 12,8 bilhões). Esse resultado decorreu do aumento de 24,8% nas exportações e da elevação de 29,2% nas importações. A maior parte do déficit ocorreu em função dos negócios com os países da Ásia (US$ 13,8 bilhões), sendo que somente com a China, o saldo negativo atingiu US$ 9,4 bilhões e com os demais países asiáticos, US$ 4,4 bilhões.
Exportações
A Vinícola Aurora registrou aumento de 415% em valor nas exportações do primeiro semestre de 2021, em relação ao mesmo período do ano anterior. O resultado foi impulsionado pelo crescimento de 583% no volume de produtos, reflexo da reabertura de mercados e pela alta do dólar. O excelente desempenho foi puxado pelas vendas de suco de uva e Keep Cooler, que representaram 77% do total. A empresa gaúcha também é líder no mercado interno nas duas categorias.
Destaque
Pelo terceiro ano consecutivo, a Guarida recebeu o Troféu Destaque Empresarial, na categoria Destaque Imobiliário, da ACICC (Associação Comercial, Industrial e Prestadora de Serviços de Capão da Canoa e Xangri-lá). A premiação tem como objetivo diferenciar e valorizar as empresas e profissionais que contribuem efetivamente para melhoria dos seus produtos e serviços, estimulando o desenvolvimento de Capão da Canoa e Xangri-Lá.
Combustíveis
De acordo com o último Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o preço médio da gasolina avançou 1,44% no País nas primeiras semanas de julho, na comparação com o fechamento de junho. Comercializado a R$ 5,956, o combustível registra médias acima de R$ 6,00 em 13 estados - o litro mais caro foi encontrado no Acre (R$ 6,385). O etanol, por sua vez, se manteve estável, com aumento de 0,02% e valor médio de R$ 5,033 por litro. Neste caso, o preço médio mais alto foi encontrado no Rio Grande do Sul, a R$ 5,787.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Affonso Ritter
Affonso Ritter
Informações sobre negócios corporativos, novas operações e investimentos realizados no Rio Grande do Sul estão na coluna Observador. Jornalista econômico há décadas, Affonso Ritter apresenta, diariamente, notícias e a agenda do ambiente empresarial gaúcho.