Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
07/05/2019 - 23h35min.
Alterada em 07/05 às 23h35min

Segunda década perdida

O crescimento econômico do Brasil tem sido uma sucessão de decepções, que devem se repetir este ano. O relatório Focus, que reproduz a opinião do mercado financeiro, reduziu pela 10ª vez seguida esta semana a projeção para o crescimento do PIB, desta vez de 1,70% para 1,49%. Com tudo isso, o banco norte-americano Goldman Sachs já concluiu em suas análises que o Brasil caminha para a segunda década perdida em 40 anos: a primeira na década de 1980 e a segunda agora na de 2010. O banco estima que entre 1981 e 2020 o crescimento real do PIB per capta deve ficar na média perto de 0,8%. Neste ritmo vai demorar 87 anos para dobrar a renda per capita dos brasileiros.
O crescimento econômico do Brasil tem sido uma sucessão de decepções, que devem se repetir este ano. O relatório Focus, que reproduz a opinião do mercado financeiro, reduziu pela 10ª vez seguida esta semana a projeção para o crescimento do PIB, desta vez de 1,70% para 1,49%. Com tudo isso, o banco norte-americano Goldman Sachs já concluiu em suas análises que o Brasil caminha para a segunda década perdida em 40 anos: a primeira na década de 1980 e a segunda agora na de 2010. O banco estima que entre 1981 e 2020 o crescimento real do PIB per capta deve ficar na média perto de 0,8%. Neste ritmo vai demorar 87 anos para dobrar a renda per capita dos brasileiros.
Novo Cine Gourmet
O Hotel Casa da Montanha, de Gramado, promove entre os dias 17 e 19 deste mês a 2º edição de 2019 do evento Cine Gourmet, que combina cinema e alta gastronomia. O filme escolhido é a comédia romântica musical "Mamma Mia - Lá Vamos Nós de Novo", que servirá de inspiração para o menu surpresa elaborado pelo chef Carlos Kristensen, do UM Bar&Cozinha, de Porto Alegre.
Mulher protagonista
O Shopping Total e a IdeiaLuz Comunicação realizam dia 16 deste mês a primeira edição do "Talks Mulher Protagonista" - um bate-papo entre mulheres empreendedoras que abordará o papel da mulher como protagonista da sua vida e do seu próprio negócio. O Talks faz parte do projeto Mulher Protagonista para debater e fomentar ações de empreendedorismo e empoderamento feminino.
Ecobag para mães
O Outback Steakhouse preparou um presente especial para comemorar o Dia das Mães no próximo domingo. Em todos os restaurantes brasileiros da rede, as mães serão presenteadas com uma ecobag customizada. Bastante espaçosa, a bolsa é ótima opção reaproveitável para carregar compras e objetos pessoais. A estampa é inspirada na cultura aborígene.
Vem aí o juiz robô
O governo da Estônia está virando referência no emprego de soluções tecnológicas de vanguarda nos serviços públicos. E está desenvolvendo um projeto-piloto para que, até o final do ano, conflitos de menor valor (de até 7 mil euros) sejam julgados por um juiz robô, utilizando-se de inteligência artificial, podendo a decisão ser revisada por um juiz humano.
Novo moinho de trigo
Líder nacional em massas e biscoitos, a M. Dias Branco, com sede no Ceará, anuncia o início das operações de sua sétima unidade de moagem de trigo, na qual investiu R$ 300 milhões, cuja construção foi iniciada em 2015. Localizado em Bento Gonçalves, perto da fábrica da Isabela, que também pertence à empresa, o novo moinho reforça a estratégia de alcançar 100% de verticalização em farinhas, sua principal matéria-prima.
Poluição do carro elétrico e a diesel
As emissões de CO2 dos veículos elétricos à bateria são maiores do que às de um motor a diesel, segundo estudo realizado na Alemanha. Dirigir um Tesla Model 3 na Alemanha é responsável por 156 a 181 gramas de CO2 por quilômetro. Isso é mais do que as emitidas por um Mercedes C220d movido a diesel que produz apenas 141 gramas por quilômetro. Mas, para o empresário gaúcho André Meyer da Silva, é preciso ter em conta que o PIB alemão é altamente dependente da indústria automobilística, que a mão de obra necessária para fabricar um carro elétrico é menor do que no convencional e que os alemães talvez não consigam atingir no elétrico o nível de tecnologia dos chineses.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Affonso Ritter
Affonso Ritter
Informações sobre negócios corporativos, novas operações e investimentos realizados no Rio Grande do Sul estão na coluna Observador. Jornalista econômico há décadas, Affonso Ritter apresenta, diariamente, notícias e a agenda do ambiente empresarial gaúcho.