Porto Alegre, quarta-feira, 18 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 18 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Digital

- Publicada em 17h32min, 16/11/2020. Atualizada em 16h39min, 18/11/2020.

Facebook vai acelerar dez startups brasileiras de varejo

Foco é atrair players com soluções que aprimorem a experiência de vendas do comércio

Foco é atrair players com soluções que aprimorem a experiência de vendas do comércio


DENIS CHARLET/AFP/JC
O Facebook escolheu as dez startups brasileiras de varejo que irá acelerar dentro do programa Facebook Accelerator: Commerce, que busca apoiar startups inovadoras em experiências de compra que estejam em busca de crescimento. 
O Facebook escolheu as dez startups brasileiras de varejo que irá acelerar dentro do programa Facebook Accelerator: Commerce, que busca apoiar startups inovadoras em experiências de compra que estejam em busca de crescimento. 
“Os três produtos principais do Facebook (Facebook, Instagram e Whatsapp) são fundamentais na nova forma de fazer comércio que está se espalhando pelo mundo e estão bem alinhados com a proposta de valor da Kyte. Estamos muito felizes e esperamos conseguir nos aproximar ainda mais do Facebook, fazer novas parcerias e integrações com suas ferramentas”, destaca Guilherme Hernandez, o CEO da Kyte, uma das escolhidas.
Foram 36 retailtechs escolhidas no mundo, players que desenvolvem plataformas de comércio, soluções inovadoras em torno da funcionalidade do catálogo de compras e que aprimorem a experiência geral de comércio por meio de ferramentas de conversação e experiências de compras imersivas.
"Esperamos nos associarmos com startups e encontrar áreas em seus negócios que fortaleçam a conectividade global e forneçam soluções de comércio eletrônico para seu sucesso a longo prazo", destaca a líder de programas de startups e desenvolvedores do Facebook na América Latina, Caroline Dalmolin.
As startups escolhidas pelo Facebook para o programa de três meses contarão com acompanhamento e treinamento prático, mentorias individuais com funcionários do Facebook, acesso a produtos e tecnologias e conexão com uma rede global de especialistas e líderes do setor.
O processo seletivo durou cerca de três meses e contou com a participação de startups da Europa, Oriente Médio, África e América Latina, que foram avaliadas por um painel internacional do Facebook.
O CEO da MarketUP, Carlos Azevedo, está otimista com essa oportunidade."O programa Facebook Accelerator nos dará acesso ao que existe de mais novo em tecnologias de comunicação B2B (Whatsapp Business) e de e-commerce nas redes sociais (Instagram e Facebook), e queremos trazer essas tecnologias para o pequeno negócio, para que ele venda mais e se relacione melhor com seus clientes", reforça.
A escolha das empresas pelo Facebook levou em conta a geração de valor do produto dessas startups para seus usuários, a diversidade e o foco das equipes de liderança, a inovação tecnológica e o potencial de crescimento do negócio. "A missão do Olist é empoderar o comércio e, para isso, queremos sempre oferecer soluções relevantes tanto para quem vende quanto para quem compra. Participar do programa vai nos ajudar a evoluir com o apoio de todos os especialistas da empresa. Ao mesmo tempo, vai permitir relacionamento com outras empresas. Estar neste grupo seleto é uma satisfação e a certeza de que nossos serviços já são relevantes para todo o mercado", comenta Igor Castanho, Coordenador de Marketing da Olist.
As 10 startups brasileiras selecionadas para o programa:
  • Kyte: plataforma de vendas e gestão para digitalizar pequenos comércios locais
  • Bling: sistema de gestão para ajudar as pequenas empresas a se organizarem
  • Digitalk: Inteligência Artificial que transforma centros de contato em um processo automatizado 360º
  • MarketUp: sistema de gestão gratuito para ajudar as empresas a se destacarem no mercado
  • Olist: site de comércio eletrônico para conectar empresas e seus produtos aos principais mercados
  • OmniChat: solução de gerenciamento de chat e serviço para ajudar as empresas a transformar o WhatsApp em um canal de vendas
  • Plugg.to: integrador de comércio eletrônico que permite às empresas vender nos principais mercados online
  • ShowKase: plataforma de compras que permite às empresas digitalizar seus negócios
  • Unbox: empresa de private equity que oferece serviços financeiros para empresas.
  • VendaMaisM: portal de gestão de vendas e treinamento
Comentários CORRIGIR TEXTO