Porto Alegre, quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Dia do Inventor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Digital

- Publicada em 16h27min, 04/11/2020. Atualizada em 18h36min, 04/11/2020.

Meta vai aportar R$ 20 milhões em startups nos próximos quatro anos

Marcio Flôres, líder de Corporate Venture, e Claudio Carrara, VP e fundador da Meta

Marcio Flôres, líder de Corporate Venture, e Claudio Carrara, VP e fundador da Meta


GRUPO META/DIVULGAÇÃO/JC
A Meta Ventures, braço de investimentos do Grupo Meta, player de tecnologia com unidades em seis estados e operações no Canadá e Estados Unidos, vai ampliar a sua participação no ecossistema de inovação aberta no País. A expectativa é aportar, nos próximos quatro anos, R$ 20 milhões em negócios de software como serviço, com modelos de negócios voltados para o mercado corporativo e o consumidor final em sinergia com as frentes de atuação da companhia. Desde 2019, a empresa já investiu R$ 3 milhões em startups de Big Data, Internet das Coisas e Marketplace.
A Meta Ventures, braço de investimentos do Grupo Meta, player de tecnologia com unidades em seis estados e operações no Canadá e Estados Unidos, vai ampliar a sua participação no ecossistema de inovação aberta no País. A expectativa é aportar, nos próximos quatro anos, R$ 20 milhões em negócios de software como serviço, com modelos de negócios voltados para o mercado corporativo e o consumidor final em sinergia com as frentes de atuação da companhia. Desde 2019, a empresa já investiu R$ 3 milhões em startups de Big Data, Internet das Coisas e Marketplace.
Para acelerar esta aproximação com empresas nascentes, a Meta Ventures propõe um desafio inédito para startups em etapas de validação e tração com aportes individuais de até R$ 1,5 milhão. As inscrições para o Desafio “Bring your SaaS” acontecem até 30 de novembro. Os detalhes e o regulamento estão disponíveis em www.metaventures.com.br.
Os finalistas poderão participar de projetos estratégicos junto à base de clientes da Meta, ter acesso a mentorias, treinamentos e a uma imersão no ecossistema de inovação da região de Toronto, no Canadá, onde a empresa tem uma unidade de negócios, além de participar do evento Collision 2021, em junho do próximo ano.
A prioridade de investimentos é em startups que já estejam operacionais, com seus primeiros clientes e produtos minimamente validados em seus mercados e que queiram ampliar o acesso comercial, melhorar o produto, entre outras frentes.
“Queremos reconhecer as startups de base SaaS e oferecer nossa expertise nesta área de negócios para fazer com que elas alcancem novos patamares. Buscamos parcerias estratégicas que, além de receberem investimento, atuem em sinergia com a Meta para realizar novos negócios, aportem inovação e novas soluções de transformação digital”, destaca vice-presidente e fundador da Meta, Claudio Carrara. A expectativa é realizar ao longo de 2021 aportes de seed money (capital semente) em quatro negócios nascentes
O braço de venture capital e inovação aberta da Meta tem como propósito gerar valor conectando startups e empreendedores a investidores, empresas parceiras, universidades, laboratórios de pesquisa, entre outras organizações. Entre os resultados destas iniciativas estão as empresas Netrin, fruto de uma spin-off da unidade de negócios da Meta no Paraná, que provê soluções de big data e inteligência da informação. E a Ayga, que oferece mecanismos de conexão, localização e monitoramento de ativos por meio da Internet das Coisas e tem base em Porto Alegre (RS).
“Queremos potencializar o crescimento das startups que, assim como nós, ofertam soluções para acelerar a transformação digital no Brasil. Nosso foco são iniciativas com proposta de valor bem definidas”, complementa o Head de Corporate Venture da Meta, Marcio Flôres.
Comentários CORRIGIR TEXTO