Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

- Publicada em 17h50min, 15/07/2020. Atualizada em 14h01min, 22/07/2020.

Telefônica vai ativar 5G em oito cidades em julho, entre elas Porto Alegre

Leilão das frequências pela Anatel estava previsto para esse ano, mas ficou para 2021

Leilão das frequências pela Anatel estava previsto para esse ano, mas ficou para 2021


PAU BARRENA/AFP/JC
A Telefônica Brasil, dona da Vivo, vai ativar o sinal da internet móvel de quinta geração (5G) a partir de 24 de julho em bairros de oito cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre.
A Telefônica Brasil, dona da Vivo, vai ativar o sinal da internet móvel de quinta geração (5G) a partir de 24 de julho em bairros de oito cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre.
"Estamos trabalhando há muito tempo para ativar o 5G. Desde junho de 2018 vínhamos planejando isso", conta o vice-presidente de B2C do grupo, Marcio Fabbris, destacando que essa tecnologia será muito importante na digitalização do Brasil.
A iniciativa colocará a Telefônica na liderança da cobertura do 5G em número de cidades atendidas no País. A Claro foi a pioneira na ativação do sinal esta semana e, por enquanto, ficará concentrada em São Paulo e Rio de Janeiro.
A Telefônica também optou por pegar um atalho para oferecer a nova geração de internet aos consumidores, assim como fez a Claro. As operadoras vão usar a tecnologia DSS (do inglês Dynamic Spectrum Sharing, ou Compartilhamento Dinâmico de Espectro). Basicamente, isso consiste em pegar emprestado para o 5G um pedaço das frequências hoje destinadas ao 4G.
As frequências são como rodovias por onde trafegam os sinais. Ao fazer esse remanejamento, as teles estão antecipando a ativação do 5G que, para atingir uma larga escala no País, ainda depende do leilão das faixas de frequências que será promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
Na leilão serão ofertadas as faixas específicas pelas quais o sinal do 5G vai alcançar todo o País, sendo que a principal delas será a de 3.500 Mhz. O certame estava previsto para 2020, mas ficou para 2021, porém ainda sem data definida.
Comentários CORRIGIR TEXTO