Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

27/05/2020 - 18h42min. Alterada em 27/05 às 18h50min

Telefones 5G representarão apenas 11% do total em 2020

Os gastos com telefones 5G serão impactados na maioria das regiões, exceto na China

Os gastos com telefones 5G serão impactados na maioria das regiões, exceto na China


Mika Baumeister by Unsplash/Divulgação/JC
A expectativa para 2020 era que os telefones 5G mais acessíveis fossem o principal catalizador para aumentar a substituição de celulares mais antigos, mas isso não deverá acontecer, aponta o instituto de pesquisa e consultoria Gartner.
A expectativa para 2020 era que os telefones 5G mais acessíveis fossem o principal catalizador para aumentar a substituição de celulares mais antigos, mas isso não deverá acontecer, aponta o instituto de pesquisa e consultoria Gartner.
Agora, a previsão é que os telefones 5G representem apenas 11% do total de vendas de celulares em 2020. "O atraso na entrega de alguns dos principais telefones 5G é um problema contínuo. Além disso, a falta de cobertura geográfica do 5G, juntamente com o aumento do custo do contrato de telefone com esta tecnologia, afetará a escolha de um telefone com suporte a essa tendência", projeta a vice-presidente de Pesquisa do Gartner, Annette Zimmermann.
No geral, os gastos com telefones 5G serão impactados na maioria das regiões, exceto a China, onde é esperado um investimento contínuo em infraestrutura de quinta geração, permitindo que os fornecedores comercializem efetivamente novos telefones preparados para essa tecnologia.
Comentários CORRIGIR TEXTO