Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

15/05/2020 - 14h20min. Alterada em 15/05 às 14h20min

Ataques cibernéticos aumentam com mais buscas por notícias

Fortinet Threat Intelligence analisa incidentes de segurança em todo o mundo

Fortinet Threat Intelligence analisa incidentes de segurança em todo o mundo


Freestocks by Unsplash/Divulgação/JC
Durante o mês de março, e coincidindo com o início da quarentena por conta do Covid-19 em grande parte dos países, houve uma média de 600 novas campanhas de phishing por dia. O golpe prevê o envio de mensagens com links maliciosos e leva o usuário a dar dados pessoais e bancários em páginas falsas ou resulta no download de vírus que passam a controlar os dispositivos e a roubar informações.
Durante o mês de março, e coincidindo com o início da quarentena por conta do Covid-19 em grande parte dos países, houve uma média de 600 novas campanhas de phishing por dia. O golpe prevê o envio de mensagens com links maliciosos e leva o usuário a dar dados pessoais e bancários em páginas falsas ou resulta no download de vírus que passam a controlar os dispositivos e a roubar informações.
Por consequência do uso do phishing, a empresa de segurança Fortinet identificou um aumento de 131% na incidência de vírus em março em comparação ao mesmo período de 2019. A tendência foi notada já nos primeiros meses do ano, com um aumento de 17% de vírus em janeiro e de 52% em fevereiro, se comparado aos mesmos meses do ano passado.
Normalmente, o maior número de ataques vem na forma de exploits, que tira vantagem de defeitos e vulnerabilidades dos sistemas, mas houve uma mudança no comportamento dos cibercriminosos este trimestre, relata o diretor de Engenharia da Fortinet Brasil, Alexandre Bonatti.
“Eles passaram a tentar entrar nas redes por meio de phishing, abusando da confiança e da ingenuidade das pessoas que estão em busca de informações sobre o Covid-19”, explica. “A situação é agravada pela utilização de conexões domésticas 100% do tempo por conta do modelo de home office. É essencial que as organizações tomem medidas para proteger seus funcionários e os ajudem a defender seus dispositivos e redes”, sugere.
Os dados fazem parte da análise do primeiro trimestre de 2020 de sua plataforma Fortinet Threat Intelligence Insider Latin America, ferramenta que coleta e analisa incidentes de segurança cibernética em todo o mundo.
A região da América Latina e Caribe, incluindo Brasil, sofreu aproximadamente 3 milhões de tentativas de ataques de vírus e malware no primeiro trimestre do ano por meio de phishing.
Considerando todos os tipos de ameaças, entre vírus/malware, exploits e botnets, o Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão de tentativas de ataques cibernéticos no primeiro trimestre do ano, num total de 9,7 bilhões da América Latina.
A principal recomendação para evitar que esses ataques sejam bem-sucedidos é a educação sobre cibersegurança dos funcionários remotos e de suas famílias. “O erro humano ou o descuido está envolvido em 95% das violações de segurança, por isso é fundamental conhecer os truques utilizados e desconfiar de tudo que recebemos”, alerta Bonatti.
Comentários CORRIGIR TEXTO