Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de janeiro de 2020.
Feriado nos EUA: Dia de Martin Luther King.

Jornal do Comércio

28/06/2019 - 16h19min.
Alterada em 28/06 às 16h22min
COMENTAR | CORRIGIR

AWS anuncia programa para startups ligadas à educação

Cleber Morais, presidente da AWS Brasil, comentou sobre AWS EdStart

Cleber Morais, presidente da AWS Brasil, comentou sobre AWS EdStart


RAFAEL RONCATO/DIVULGAÇÃO/JC
A AWS Brasil aproveitou a realização do Summit nesta quinta-feira para anunciar a chegada ao Brasil do AWS EdStart, programa global voltado para empresas de tecnologia com foco na área educacional. "Queremos ajudar a transformar a cultura e os negócios e, assim, apoiar a educação neste momento importante para Brasil", destacou presidente da AWS Brasil, Cleber Morais, durante o AWS Summit, que aconteceu na quinta-feira (27), em São Paulo. 
A AWS Brasil aproveitou a realização do Summit nesta quinta-feira para anunciar a chegada ao Brasil do AWS EdStart, programa global voltado para empresas de tecnologia com foco na área educacional. "Queremos ajudar a transformar a cultura e os negócios e, assim, apoiar a educação neste momento importante para Brasil", destacou presidente da AWS Brasil, Cleber Morais, durante o AWS Summit, que aconteceu na quinta-feira (27), em São Paulo. 
Startups voltadas ao setor de educação poderão se inscrever para receber créditos, treinamentos técnicos, mentoria especializada e acesso a uma comunidades de empreendedores, desenvolvedores e especialistas da AWS. A expectativa é ajudar empreendedores a desenvolverem a próxima geração de soluções de aprendizado on-line, análises e gerenciamento de campus por meio de serviços de computação em nuvem da AWS.
O EdStart nasceu nos Estados Unidos há dois anos e tem cerca de 300 empresas já cadastradas. Já foram US$ 2 milhões investidos no programa até hoje.
"A AWS trabalha diretamente com uma comunidade de pessoas e organizações dispostas a buscar soluções que resolvam os problemas globais de educação. Esse é um mercado com anseios pela transformação digital e por tecnologias como machine learning, inteligência artificial, big data e segurança de dados", comenta o country manager para o Setor Público da AWS no Brasil, Paulo Cunha.
Para participar e receber os benefícios, as startups devem ter como missão de negócios avançar a área da educação com soluções inovadoras ter menos de cinco anos de presença de mercado e uma receita anual menor que US$ 10 milhões. Mais informações sobre o EdStart podem ser acessadas no link aws.amazon.com/pt/education/edstart.
Foi criado um comitê no Brasil, que se reúne toda semana, avalia as inscrições e dá as respostas em até 12 dias úteis para os projetos apresentados no site.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Patrícia Knebel
Patrícia Knebel
Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.