Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 09/05/2019.
Alterada em 09/05 às 15h51min
COMENTAR | CORRIGIR

Fórum de TI Banrisul vai debater disrupções no sistema financeiro

Jorge Krug, diretor TI do Banrisul, destaca presença de grandes painelistas no evento

Jorge Krug, diretor TI do Banrisul, destaca presença de grandes painelistas no evento


/CLAITON DORNELLES /JC
No girar em alta velocidade do mundo da tecnologia, duas novas tendências para o sistema financeiro, que estão sendo estudadas e deverão ser regulamentadas pelo Banco Central ao longo de 2019 e 2020, vão afetar fortemente o modelo de negócio dos bancos: o Open Banking e os pagamentos instantâneos.
É mais um desafio para as instituições tradicionais, que já enfrentam a concorrência das ágeis fintechs, enquanto tentam encontrar o seu lugar nesse novo mundo. "Esses sistemas são revolucionários, estão baseados em dados e vão impactar diretamente os correntistas e as instituições", destaca o diretor de TI do Banrisul, Jorge Krug.
No caso dos pagamentos instantâneos, as transferências monetárias poderão ser feitas diretamente pelas pessoas em tempo real, e o serviço estará disponível para os usuários finais 24 horas. Na China, por exemplo, os usuários do WeChat já não precisam contar com o apoio dos bancos para realizar essas operações.
Já quando o assunto é o open banking, a perspectiva é a de que os dados bancários dos correntistas não pertencem aos bancos e, sim, aos usuários. E, desta forma, poderão ser disponibilizados os players com os quais os clientes optarem por ter como parceiros, como as fintechs. Esses são alguns dos temas que estarão na pauta do 12º Fórum Internacional de TI Banrisul, que acontece de 22 a 23 de maio, no Teatro Bourbon Country, em Porto Alegre.
Nomes confirmados
O Fórum Internacional de TI Banrisul já tem nomes importantes confirmados: Ana Paula de Jesus Assis (presidente da IBM para América Latina), Vinicius Senger (evangelizador da Amazon), João Pedro Paro Neto (presidente da Mastercard Brasil), André Henrique de Siqueira (chefe de divisão do Banco do Brasil) e Ellen Huang (sênior VP da WatchData, da China).
Impacto no modelo de negócios
A transformação digital e o seu impacto nos modelos de negócios é o tema da conferência esse ano. Krug comenta que os bancos tradicionais precisam criar movimentos que levem a novos serviços digitais. O Banrisul, que é reconhecido nacionalmente pelo seu viés tecnológico, vai lançar em breve a sua assistente virtual, com base em Inteligência Artificial. A tecnologia deverá estar pronta ainda em 2019.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Patrícia Knebel

Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.