Porto Alegre, sexta-feira, 10 de julho de 2020.
Dia da Pizza.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 10 de julho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 07/06/2018. Alterada em 07/06 às 15h53min

Gestão de projetos em pauta

Colunista mediou debate sobre impacto das novas tecnologias nos negócios

Colunista mediou debate sobre impacto das novas tecnologias nos negócios


Stefania Tumelero/Especial/JC
Trabalhar de forma organizada para atingir um objetivo estratégico. Está aí uma definição simples, mas direta, para resumir a importância da gestão de projetos e portfólio em uma corporação. O tema está em alta nesta semana em Porto Alegre, que recebe especialistas nacionais e internacionais para o 13º Congresso de Gestão, Projetos e Liderança, o maior da América Latina, promovido pelo PMI-RS, na Pucrs. O responsável pela prática de Gerenciamento de Projetos e Portfolio (PPM) na América Latina pela Microsoft, Michael Fukuda, destaca a importância deste tema em uma empresa gigante, que realiza centenas de projetos a cada ano. A Microsoft tem mais de 30 mil consultores atuando no mundo, implantando projetos em clientes todos os dias. Além disso, as áreas internas de desenvolvimento de produtos, como Skype, Office 365 e o novo Xbox, trabalham fortemente com gestão de projetos. Para cada um deles é preciso ter um objetivo claro, o caminho a ser percorrido para atingir as metas e, claro, indicadores do investimento e tempo investido. "Não seria possível fazer todos os lançamentos e upgrades nos nossos produtos se não fizéssemos uso de metodologias ágeis e de gestão de projetos. Isso faz com que a gente acelere o nosso go to market", avalia Fukuda.
Trabalhar de forma organizada para atingir um objetivo estratégico. Está aí uma definição simples, mas direta, para resumir a importância da gestão de projetos e portfólio em uma corporação. O tema está em alta nesta semana em Porto Alegre, que recebe especialistas nacionais e internacionais para o 13º Congresso de Gestão, Projetos e Liderança, o maior da América Latina, promovido pelo PMI-RS, na Pucrs. O responsável pela prática de Gerenciamento de Projetos e Portfolio (PPM) na América Latina pela Microsoft, Michael Fukuda, destaca a importância deste tema em uma empresa gigante, que realiza centenas de projetos a cada ano. A Microsoft tem mais de 30 mil consultores atuando no mundo, implantando projetos em clientes todos os dias. Além disso, as áreas internas de desenvolvimento de produtos, como Skype, Office 365 e o novo Xbox, trabalham fortemente com gestão de projetos. Para cada um deles é preciso ter um objetivo claro, o caminho a ser percorrido para atingir as metas e, claro, indicadores do investimento e tempo investido. "Não seria possível fazer todos os lançamentos e upgrades nos nossos produtos se não fizéssemos uso de metodologias ágeis e de gestão de projetos. Isso faz com que a gente acelere o nosso go to market", avalia Fukuda.
Uma das atrações do 13º Congresso de Gestão, Projetos e Liderança ontem foi o painel "Como as novas tecnologias estão transformando os negócios e revolucionando a forma como vivemos", uma correalização do PMI-RS com o Jornal do Comércio. Jorge Audy (superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pucrs), Cesar Leite (fundador e CEO do Grupo Processor), Marcio Acorci (CEO da Wedy) e Fausto Vanin (especialista em blockchain) foram os debatedores, mediados por esta colunista.
Comentários CORRIGIR TEXTO