Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Márcia Christofoli

Intervalo

Edição impressa de 13/05/2019. Alterada em 12/05 às 21h30min

Talentos, fiquem!

"Porto Alegre é uma máquina de produzir talentos na Propaganda." A frase pode parecer arrogante, mas já foi dita - de diversas maneiras - por muitas pessoas deste pago. E, na verdade, ela não é mentirosa, talvez apenas exagerada. O fato que incomoda não é a quantidade de bons profissionais gerados por aqui, mas a incapacidade de mantê-los em solo gaúcho. Há um discurso bem raso, e até chato, de que publicitário que deu certo é aquele que estourou em São Paulo ou no exterior. Por qual motivo, razão ou circunstância essas mesmas pessoas não são incríveis no mesmo lugar onde começaram a carreira? O que falta na Comunicação gaúcha para ser boa suficiente para estes talentos?
 

Novo obstáculo

A expectativa da prefeitura de Porto Alegre de assinar com suas novas agências até o final de maio foi frustrada. Acontece que a Gerência de Apoio à Central de Licitações (GAC/PLC), da Procuradoria Geral do Município, recomendou a anulação do julgamento da fase de proposta técnica do edital. Ou seja, deverá, então, republicar o documento com um novo briefing para que as licitantes possam desenvolver suas propostas, pois "os demais procedimentos administrativos estão preservados", conforme a prefeitura. Antes disso, porém, os interessados podem entrar com recursos até esta quinta-feira, dia 16 de maio. Ao que parece, a novela está longe de terminar...
 

PARCEIROS

Recentemente a Mythago mudou de sede - saiu do bairro Petrópolis e se fixou no Bom Fim. Agora, a novidade é na equipe. Além da sócia Mocita Fagundes, a produtora conta com quatro novos diretores de cena: Gabriel Rubim, Gustavo Brandau, Diogo Santoro e Gil Tuchtenhagen. O objetivo é conquistar novos clientes e buscar o tricampeonato no Salão da Propaganda, promovido pela Associação Riograndense de Propaganda (ARP). "A Mythago vem numa crescente incrível de excelência profissional. Por isso, decidimos ampliar nosso time, para abraçar os mais diferentes clientes. Agora, vamos poder fazer, com a mesma qualidade, filmes de varejo, filmes com humor, mais elegantes, mais emocionantes, mais versáteis", comemora Mocita.
 

AGÊNCIAS

  • IDEIA DA SILVA, do publicitário Marcelo Pires, passa a atender a dois novos clientes nacionais: à Escola Vereda, de São Paulo, e à Qualirede, de Santa Catarina.
  • MOOVE assina a campanha Valores que Ficam, que incentiva a doação de parte do Imposto de Renda devido por pessoas físicas ao Fundo da Criança e do Adolescente (Funcriança). A ação da Assembleia Legislativa resultou em um incremento de 42,9% nas doações em relação a 2018, o que representa R$ 4,2 milhões.
 

Trocas de comando

Tanto a Associação Brasileira das Agências de Propaganda (Abap-RS), quanto a Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi-RS) tiveram eleições recentes e escolheram novos presidentes. No caso da primeira, sai Mauro Dorfman, presidente do Conselho de Administração da BriviaDez, e entra Alexandre Skowronsky, diretor de Estratégia da Global. "É uma sucessão natural dentro da gestão da entidade. Estou substituindo o Mauro no sentido de dar continuidade a um trabalho bem importante que vem sendo feito", ponderou o novo dirigente. Na Abradi, a troca foi de Erick Formaggio, CEO da Whip, por Moisés da Silva, sócio-diretor da Ondaweb. "É uma experiência nova e temos uma página em branco pela frente", afirmou o atual presidente.
 

GENTE

A nova head de Criação da Paim Comunicação é Laura Larre Borges, formada em Publicidade e Propaganda pela Unisinos. Com passagens pelas agências W3haus, Morya e Matriz, começou como redatora publicitária, atendendo a contas como O Boticário, LG, Sicredi, Walmart, Governo do Rio Grande do Sul, Dakota, Moinhos Shopping, Totosinho, entre outras. Agora, o desafio é trabalhar com a Renner, e sobre isso, ela contou à coluna Intervalo que está realizando um sonho, o de integrar o time desta agência, especialmente com este cliente. "Um desafio enorme! Estou cheia de expectativas em conseguir trazer toda a minha experiência em outras contas para agregar a esse cliente que tanto me inspira. Amo moda, então, aprender muito e evoluir mais ainda, também estão no meu caderninho de metas. Sempre em frente!", comemorou ela.
 

PERFIL

Jorge Correa

Jorge Correa


/COLETIVA.NET/DIVULGAÇÃO/JC
Ele deixou sua terra natal, Barra do Ribeiro, aos 17 anos para tentar a vida na capital gaúcha. Morou em pensão e se formou pedindo carona na BR. Nesta semana, o Perfil em Coletiva.net retrata a história do jornalista e sindicalista, Jorge Correa, que compartilha com orgulho os mais de 40 anos dedicados à reportagem e à militância.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia