Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 28 de agosto de 2020.
Dia Nacional do Bancário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 28 de agosto de 2020.
Notícia da edição impressa de 28/08/2020.
Alterada em 28/08 às 09h09min

Para receber em casa

Mais: arroz de pato (foto) e risotos de cordeiro, de cogumelos ou mediterrâneo

Mais: arroz de pato (foto) e risotos de cordeiro, de cogumelos ou mediterrâneo


ARION ENGERS/DIVULGAÇÃO/JC
A questão não é apenas quanto à competência da cozinha, que minhas impressões sobre ela são positivas desde que Le Bistrot existia apenas no Moinhos. Nem de rapidez na entrega, que pressa não seria o caso. Creio que o mais importante é o método: a refeição é preparada nas embalagens a vácuo, as mesmas que, mantidas em refrigerador, duram até 14 dias. E no momento de consumir, tudo se resolve com alguns minutos de imersão em água fervente.
A questão não é apenas quanto à competência da cozinha, que minhas impressões sobre ela são positivas desde que Le Bistrot existia apenas no Moinhos. Nem de rapidez na entrega, que pressa não seria o caso. Creio que o mais importante é o método: a refeição é preparada nas embalagens a vácuo, as mesmas que, mantidas em refrigerador, duram até 14 dias. E no momento de consumir, tudo se resolve com alguns minutos de imersão em água fervente.
A técnica não é nova por aqui (os irmãos Zambon a adotaram logo no início do Seasons), chama-se sous-vide. Mas é oportuníssima para esta fase em que muitas pessoas não podem ou não querem sair de casa: menu de alto nível, que chega ao consumidor em padrão semelhante ao que é servido no restaurante. Tem medalhão de filé, salmão, bacalhau confitado, molhos de ostras, de funghi e de mostarda com laranja, seis guarnições que vão desde batatas com cogumelos até fettuccine na manteiga com sálvia. Mais: arroz de pato (foto) e risotos de cordeiro, de cogumelos ou mediterrâneo.
Os preços ficam entre R$ 9,80 a R$ 108,00. Pedidos pelo WhatsApp 51-999-073-675 ou em www.lebistrot.com.br.

Para finalizar em casa

VIV GASTRONOMIA PRATO DO DIA - PROPASTA NHOQUES FOTO CPM
Já experimentamos, sempre em porções duplas (de 500g), nhoques de batata-doce e castanhas
CPM/ESPECIAL/JC
Massas de fio ou de outros formatos, gosto sim. Mas as recheadas são, de longe, a minha preferência. Pois nessa de buscar alternativas práticas em tempos de pandemia, descobrimos um endereço que possui um elogiável elenco delas, de esmerada produção artesanal: a Propasta. Habitual abastecedora de restaurantes, com as restrições dos últimos meses voltou seu foco aos consumidores finais.
Com sucesso. Já experimentamos, sempre em porções duplas (de 500g), nhoques de batata-doce e castanhas
(R$ 25,00) e molho pomodoro (R$ 11,00), raviólis de bacalhau às natas - na foto ao lado, R$ 39,00 -, quiche de alho poró (R$ 9,00), parte de um cardápio de 20 massas e 12 molhos, que introduz novidades todas as terças-feiras. Mas o que mais me agradou foram preciosos sorrentinos de Mozzarella de búfala e queijo cremoso, com raspas de limão siciliano (R$ 37,50).
Algumas massas são congeladas e precisam de somente três minutos em água fervente para estarem al dente. Os nhoques, pré-cozidos, basta descongelar e rapidamente aquecer no molho escolhido (na foto acima, estão com o pomodoro).
Pizzas (R$ 23,00) e sobremesas complementam o menu, disponível para entrega programada ou compra na loja: Rua Miguel Tostes, 843, tels. 99316-6678 ou 99823-2502.

Cesarecce com pesto de pimentões assados

VIV GASTRONOMIA - HOMEM NA COZINHA - Cesarecce com pesto de pimentões assados fOTO BARILLA
VIV GASTRONOMIA - HOMEM NA COZINHA - Cesarecce com pesto de pimentões assados fOTO BARILLA
BARILLA/DIVULGAÇÃO/JC
Antes mesmo de testar em casa, esta receita meu atraiu pela foto que a acompanhava e que o leitor pode ver agora: linda, invulgar - e saborosa, como poderá constatar. A massa indicada é da italiana Barilla, mas a substituição por outra de semelhante formato é perfeitamente possível.
Ingredientes
[seis porções]
  • 500g de casarecce
  • 600g de pimentões vermelhos
  • 70 ml de azeite de oliva extra virgem
  • 1 dente de alho
  • 60g de nozes descascadas
  • sal e pimenta do reino preta moída
  • 100g de Parmesão ralado
  • 10 folhas de manjericão
  • 60g de amêndoas sem a pele, levemente tostadas
Modo de preparo
  1. Com auxílio de um descascador de vegetais, remover pele e sementes dos pimentões, besuntar com parte do azeite e colocar em uma assadeira.
  2. Levar ao forno, pré-aquecido a 180°C, por aproximadamente uma hora, ou até que comecem a dourar levemente nas bordas.
  3. Enquanto isso, aquecer azeite restante em uma frigideira e nela refogar alho, sal, pimenta e ervas.
  4. Passar pimentões assados e o refogado a um processador, juntamente com nozes e bater até que se forme um creme homogêneo.
  5. Cozinhar a massa em abundante água salgada, até dois minutos antes do tempo indicado na embalagem. Escorrer.
  6. Derramar a massa em uma frigideira antiaderente, acrescentar molho e duas conchas da água do cozimento.
  7. Manter no fogo pelos dois minutos faltantes, mexendo vigorosamente.
  8. Finalizar com um fio de azeite, queijo ralado, folhas de manjericão fresco e lascas de amêndoas. Servir imediatamente.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Carlos Pires de Miranda
Carlos Pires de Miranda
As novidades nas operações gastronômicas no Rio Grande do Sul, receitas exclusivas e dicas de lugares agradáveis para apreciar o melhor da culinária estão na coluna Gastronomia, publicada todas as sextas-feiras.