Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 22/01/2020.
Alterada em 22/01 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases e personagens

'O pagamento da parcela de janeiro do Bolsa Família já começou', diz Terra

'O pagamento da parcela de janeiro do Bolsa Família já começou', diz Terra


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
"O pagamento da parcela de janeiro do Bolsa Família já começou. O Rio Grande do Sul irá receber R$ 58,169 milhões. No total, 335.144 famílias serão beneficiadas. O valor médio do benefício é de R$ 173,56." Osmar Terra (MDB), ministro da Cidadania.
"O pagamento da parcela de janeiro do Bolsa Família já começou. O Rio Grande do Sul irá receber R$ 58,169 milhões. No total, 335.144 famílias serão beneficiadas. O valor médio do benefício é de R$ 173,56." Osmar Terra (MDB), ministro da Cidadania.
"O Brasil, durante 10, 20 ou 30 anos, teve juros muito altos e câmbio muito baixo. Isso desindustrializou o Brasil, trouxe excesso de importações, prejudicou as exportações e atravancou os investimentos. Essa combinação maldita de juros altos e câmbio baixo foi revertida." Paulo Guedes, ministro da Economia.
"O Brasil, em vez de ser um país que tem fiscal frouxo e apertado só no freio monetário, agora controla os gastos do governo, porque gasta muito e gasta mal. Queremos que o dinheiro fique no bolso do povo. E o grande inimigo do meio ambiente é a pobreza. Destroem porque estão com fome." Também Paulo Guedes.
"A própria família de Marielle Franco se opõe à federalização das investigações do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes." Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública, antes favorável à federalização.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia