Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de dezembro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 27/12/2019.
Alterada em 27/12 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases & Personagens

"O desconto de 10% é vantajoso. O contribuinte consegue tirar suas dúvidas e ser bem esclarecido sobre como funciona o novo IPTU. Entre os serviços no site estão a Geração da guia do IPTU; Entenda o Cálculo, para que o cidadão verifique o detalhamento do valor do seu IPTU; Saiba mais, com perguntas e respostas para dúvidas frequentes, além do IPTU nos Bairros, que traz uma tabela com a arrecadação e inadimplência por bairro." Leonardo Busatto, secretário municipal da Fazenda. 
"O desconto de 10% é vantajoso. O contribuinte consegue tirar suas dúvidas e ser bem esclarecido sobre como funciona o novo IPTU. Entre os serviços no site estão a Geração da guia do IPTU; Entenda o Cálculo, para que o cidadão verifique o detalhamento do valor do seu IPTU; Saiba mais, com perguntas e respostas para dúvidas frequentes, além do IPTU nos Bairros, que traz uma tabela com a arrecadação e inadimplência por bairro." Leonardo Busatto, secretário municipal da Fazenda. 
"O juiz de garantias será responsável por acompanhar todo o processo, mas não pelo julgamento. É um aprimoramento, por fortalecer a imparcialidade e proteger os direitos dos cidadãos contra abusos como os praticados pelo ex-juiz (Sérgio) Moro." Marcelo Freixo (PSOL-RJ), deputado federal, autor da proposta.
"Queria veto ao juiz de garantias, pois 40% dos municípios só têm um magistrado." Sérgio Moro, ministro da Justiça.
"Vou me empenhar pelo pacotaço tanto quanto pela Previdência." Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara Federal.
"A Argentina não pode pagar sua dívida, como em 2001, quando o país se declarou em default. Hoje, estamos em default." Alberto Fernández, presidente da Argentina.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia