Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de dezembro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 23/12/2019.
Alterada em 23/12 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases & Personagens

"A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou projeto de lei que estabelece orientações quanto ao comportamento de funcionários, responsáveis e corpo docente de estabelecimentos de ensino público da Capital no ensino relacionado a questões sociopolíticas, preconizando a abstenção da emissão de opiniões de cunho pessoal que possam induzir ou angariar simpatia a determinada corrente político-partidária-ideológica. Apelidado de 'Escola Sem Partido', o projeto é de minha autoria." Valter Nagelstein (MDB), vereador de Porto Alegre.
"A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou projeto de lei que estabelece orientações quanto ao comportamento de funcionários, responsáveis e corpo docente de estabelecimentos de ensino público da Capital no ensino relacionado a questões sociopolíticas, preconizando a abstenção da emissão de opiniões de cunho pessoal que possam induzir ou angariar simpatia a determinada corrente político-partidária-ideológica. Apelidado de 'Escola Sem Partido', o projeto é de minha autoria." Valter Nagelstein (MDB), vereador de Porto Alegre.
"A proposta sobre a retirada gradual dos cobradores dos ônibus possibilitará que a operação do transporte por ônibus migre para um modelo em que a cobrança da tarifa seja efetuada por meio de novas tecnologias de pagamento, que possibilitem ao usuário interagir diretamente com equipamentos de controle embarcados." Nelson Marchezan Júnior (PSDB), prefeito.
"As medidas pretendidas e apresentadas no projeto de lei visam, portanto, qualificar o transporte coletivo porto-alegrense na medida em que resultarão em mais segurança para usuários e funcionários, uma vez que implicarão na redução da circulação de valores em espécie dentro dos veículos, bem como contribuirão na modicidade tarifária do serviço, uma vez que implicarão a diminuição dos custos da atividade." Também Nelson Marchezan Júnior.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia