Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de outubro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 17/10/2019.
Alterada em 17/10 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases e personagens

Davi Alcolumbre

Davi Alcolumbre


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
"Confirmo o calendário de tramitação da reforma da Previdência (PEC 6/2019). A PEC será votada em segundo turno no dia 22 de outubro. Concluída essa etapa, a reforma tributária terá prioridade na casa, e eu espero um texto conciliatório." Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado.
"Confirmo o calendário de tramitação da reforma da Previdência (PEC 6/2019). A PEC será votada em segundo turno no dia 22 de outubro. Concluída essa etapa, a reforma tributária terá prioridade na casa, e eu espero um texto conciliatório." Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado.
"Entreguei à Câmara o Projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2020. É a última da atual gestão. Neste momento, o município tem cerca de R$ 900 milhões de recursos em captação e liberados pelo sistema financeiro para investimentos." Nelson Marchezan Júnior (PSDB), prefeito. 
"Expliquei aos servidores do Instituto o processo de transição do Imesf e esclareci dúvidas a respeito do aproveitamento dos profissionais pelas novas instituições que irão assumir as unidades. O plano do Executivo é o de ampliar e qualificar o atendimento na atenção primária do município." Também Nelson Marchezan Júnior, em reunião com representantes do Imesf.
"O governo já tem uma medida provisória pronta para ser editada com o objetivo de acabar com a multa adicional de 10% sobre o FGTS em casos de demissão sem justa causa." Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia