Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de setembro de 2019.
Dia da Secretária. Dia do Jornaleiro.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 30/09/2019.
Alterada em 30/09 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases e personagens

Rodrigo Fantinel

Rodrigo Fantinel


FREDY VIEIRA/JC
"A prefeitura de Porto Alegre alcançou o menor patamar de inadimplência do Imposto sobre Propriedade Territorial e Urbana (IPTU) já registrado desde 2005, quando começou o acompanhamento dos dados pela Secretaria Municipal da Fazenda (SMF). O índice, que já chegou a 18%, está pela primeira vez abaixo de 5%." Rodrigo Fantinel, diretor da Divisão de Arrecadação e Cobrança da Receita na Secretaria Municipal da Fazenda.
"A prefeitura de Porto Alegre alcançou o menor patamar de inadimplência do Imposto sobre Propriedade Territorial e Urbana (IPTU) já registrado desde 2005, quando começou o acompanhamento dos dados pela Secretaria Municipal da Fazenda (SMF). O índice, que já chegou a 18%, está pela primeira vez abaixo de 5%." Rodrigo Fantinel, diretor da Divisão de Arrecadação e Cobrança da Receita na Secretaria Municipal da Fazenda.
"Defendo mais flexibilidade nas políticas de proteção ambiental, para atrair novos investidores do setor para o Brasil e movimentar a economia do País. Entre as medidas que estão sendo estudadas pela gestão está a revitalização da estrada que liga Palmas ao Jalapão, no Tocantins, via PPP." Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.
"Jair Bolsonaro (PSL) não se comportou à altura do encontro de cúpula que trata dos grandes temas que preocupam o planeta e dos desafios da humanidade, centrando seu pronunciamento em questões eleitorais internas. Tem gente que ainda acha que o Brasil vai sair da crise porque Bolsonaro ataca as demais nações e sustenta, em seu delírio, que o Brasil, antes dele, estava à beira do socialismo." Fernando Marroni (PT), deputado estadual.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia