Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 24/09/2019.
Alterada em 24/09 às 16h27min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases e personagens

Everardo Maciel

Everardo Maciel


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
"As diferentes propostas de reforma tributária em discussão no Congresso Nacional e na equipe econômica partem de erros de diagnóstico e de concepção." Everardo Maciel, ex-secretário da Receita Federal.
"As diferentes propostas de reforma tributária em discussão no Congresso Nacional e na equipe econômica partem de erros de diagnóstico e de concepção." Everardo Maciel, ex-secretário da Receita Federal.
"As condições econômicas são muito favoráveis para que a taxa básica de juros (Selic), reduzida de 6,0% para 5,5% ao ano na última quarta-feira, vá abaixo de 5,0% ao ano ainda em 2019." Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda.
"A inflação nitidamente perdeu força. Mesmo agora com a depreciação cambial não houve nenhuma influência relevante nos preços. A discussão hoje vai ser se fica em 5,0% ou abaixo de 5,0%. As condições são muito favoráveis a ter uma Selic abaixo de 5,0% no fim do ano." Também Maílson da Nóbrega, no Fórum Nacional, organizado pelo economista Raul Velloso, no Rio de Janeiro.
"Queremos nos tornar a maior legenda do Senado, para chegarmos com mais chances nas eleições de 2022. Lançamos ofensiva no Senado para nos tornarmos a maior legenda da casa. Temos 11 integrantes na bancada, só menor que a do MDB, que tem 13. É projeto nacional que não se limita ao Senado." Alvaro Dias (Podemos-PR), senador.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia