Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 02 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Edição impressa de 02/08/2019. Alterada em 02/08 às 03h00min

Frase e personagens

Marcelo Azevedo

Marcelo Azevedo


JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL/JC
"A indústria encerra o semestre sem avanços em termos de atividade e emprego. Fica evidente que, além das medidas estruturantes, de longo prazo, necessárias para um novo ciclo de crescimento, também são urgentes e críticas medidas de curto prazo para estimular a economia." Marcelo Azevedo, economista da Confederação Nacional da Indústria.
"A indústria encerra o semestre sem avanços em termos de atividade e emprego. Fica evidente que, além das medidas estruturantes, de longo prazo, necessárias para um novo ciclo de crescimento, também são urgentes e críticas medidas de curto prazo para estimular a economia." Marcelo Azevedo, economista da Confederação Nacional da Indústria.
"As revelações da Folha explicitam os abusos perpetrados pela denominada força-tarefa. E reclamam as providências cabíveis por parte de órgãos de supervisão e correição. Como eu já havia apontado antes, não se trata apenas de um grupo de investigação, mas de um projeto de poder que também pensava na obtenção de vantagens pessoais." Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal.
"Se eles (médicos cubanos) fossem tão bons assim, Dilma e Lula teriam eles aqui para atendê-los, e não brasileiros." Jair Bolsonaro, presidente da República.
"As pessoas estão movendo de uso tradicional de dinheiro e cartão para pagamentos digitais. Uma coisa chave é confiança. Nós usávamos dinheiro, porque era lastreado em ouro. Outra é o crescimento do ecossistema de fintech, porque estão criando soluções que permitem transações mais rápidas, convenientes." Ricardo Villate, presidente da IDC para a América Latina.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia