Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Edição impressa de 29/07/2019. Alterada em 29/07 às 03h00min

Frases & Personagens

"Sérgio Moro usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas." Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil.
"Sérgio Moro usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas." Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil.
"Nós procuramos atender 82% das pessoas cujo saldo é abaixo de R$ 500,00. Alguns falam que atendi ao interesse de construtoras. Não. Atendi ao interesse do povo, não majorando isso, porque temos que ter recursos para continuar o programa Minha Casa Minha Vida, que é muito importante para quem não tem onde morar." Jair Bolsonaro (PSL), presidente da República.
"Vamos baixar os juros da dívida. Algumas estatais viraram foco de aparelhamento, não investem e não deixam o setor privado investir. Vamos reduzir essa dívida, gastar 250 em vez de 400 e vai sobrar dinheiro para a saúde e para o povo." Paulo Guedes, ministro da Economia.
"As mulheres estão consumindo mais álcool, estão trabalhando mais também, tendo uma vida social muito mais ativa. A melhor estratégia é trabalhar a informação, os malefícios do álcool, para um consumo regular e social mais sustentável, porque não é aceitável um aumento tão expressivo. Precisamos intensificar as campanhas." Wanderson Oliveira, secretário de vigilância em Saúde.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia