Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Edição impressa de 20/05/2019. Alterada em 20/05 às 03h00min

Frases e personagens

"No ano passado, 54% dos cigarros consumidos no Brasil eram de origem ilegal, sendo 50% contrabandeados do Paraguai e o restante produzido por indústrias que operam irregularmente no País. Somente com cigarros, em 2018, a Receita Federal arrecadou R$ 11,4 bilhões no ano, mas a evasão fiscal foi de R$ 11,5 bilhões em função do mercado ilegal." Iro Schünke, presidente do SindiTabaco.
"Um dos motivos do contrabando de cigarros do Paraguai é o alto custo Brasil desses produtos. A carga tributária sobre os cigarros no Brasil fica em torno de 80%, enquanto no Paraguai é de apenas 16%." Luciano Barros, presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras.
"A prioridade do governo é o ensino básico, fundamental e técnico. O orçamento atual foi feito pelo governo Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB). Não somos responsáveis pelo desastre da educação brasileira. O sonho das pessoas é colocar os filhos na educação privada, não na pública." Abraham Weintraub, ministro da Educação.
"É quase impossível desatar o nó fiscal no Brasil sem mudanças, como a reforma da Previdência. O nível das despesas discricionárias neste ano será o menor da série. É uma consequência direta de não fazer alterações nos gastos obrigatórios." Felipe Salto, diretor executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado.
"Parabéns às forças de segurança do Estado do Rio de Janeiro por iniciarem a coleta dos perfis genéticos dos condenados por crimes violentos. Outros estados, como Mato Grosso e Acre, começaram a realizar essa coleta." Sergio Moro, ministro da Justiça e da Segurança Pública.
"Tivemos 8,50 milhões de consumidores inadimplentes ao final do mês de abril de 2019. O indicador mostra que 37% da população adulta do RS, Santa Catarina e Paraná está com o CPF negativado devido ao não pagamento de dívidas." Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL-RS.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia